Call of Duty: Modern Warfare II ultrapassa mil milhões de dólares em lucro

18

Se a fase Beta foi recordista em interessados, não deveríamos ficar surpreendidos com as vendas concretas de Call of Duty: Modern Warfare II. Este é já o “CoD” mais lucrativo, ainda sem micro-transacções.

Além de figurar nos tops de vendas de quase todo o lado, além de ser, de longe, o jogo mais popular do momento nas várias plataformas, além de ser o melhor lançamento do ano em termos de afluência, é agora também um dos jogos financeiramente mais bem sucedidos do ano e de sempre na franquia Call of Duty.

De acordo com a Activision, o jogo já rendeu mais de mil milhões de dólares em vendas nos vários formatos e plataformas. É preciso considerar que este jogo possui uma edição Vault que custa bem mais que a versão regular, o que pode justificar o lucro acrescido, não tanto o número de vendas unitário, algo que a Activision não partilhou.

E é também preciso notar que este montante redondo foi alcançado ainda antes da loja online estar pejada de itens de micro-transacções. Actualmente, a loja só dispõe de um único artigo adicional (além do upgrade para a Vault Edition e passe de época), um pacote promocional Endowment Protector para ajudar as famílias de veteranos de guerra.

A próxima grande actualização virá da nova época de conteúdo (que activará a loja em jogo) e também marcará a chegada de Warzone 2.0. Mais detalhes do que se seguirá no jogo com este outro artigo. Nesse momento, estes valores em vendas deverão aumentar ainda mais.

Na nossa análise, dissemos que Call of Duty: Modern Warfare II tem um modo de carreira “rico em detalhes e personagens interessantes e ‘actuais’, ao mesmo tempo que nos dá uma grande variedade na acção”. No que toca ao online, dissemos que “está em linha com o que tornou a série tão popular” mas os problemas técnicos e “as ‘manhas’ da comunidade” não são particularmente apelativas.

Mesmo assim, não há dúvida que é um dos melhores jogos deste ano, o melhor “shooter” do momento, pelo menos. Goste-se ou odeie-se.