X-Plane 11 recebe actualização mais ambiciosa de sempre

33

Num ano com dois grandes simuladores a dar cartas, o P3D V5 da Lockheed Martin e, claro, o novo Microsoft Flight Simulator, a Laminar Research também tinha de renovar o seu X-Plane 11. E aí está a actualização 11.50 e a introdução de uma nova tecnologia visual.

Em fase beta há vários meses, esta nova versão esteve disponível para testar de forma livre, sobretudo para a testar com add-ons e módulos instalados pelos utilizadores. A principal novidade foi a total conversão do motor de jogo para o API Vulkan no PC e Metal no Mac. Comparado com o OpenGL usado até agora, representa uma melhoria substancial na performance (fps) e na fluidez do próprio simulador, além de aproveitar melhor o hardware e evitar os nefastos “stutters” que se verificavam em várias instâncias.

Quando tentarem arranca o X-Plane 11 numa próxima vez (se estiverem ligados à Internet, claro está), o programa fará uma actualização automática. Contudo, terão de ir às opções do menu de grafismo ligar a opção Vulkan/Metal, o que obrigará a um reinício do simulador. Esta medida previne que PCs ou Macs mais antigos não fiquem inibidos de usar o simulador.

E há ainda outra importante questão a ter em conta, os mods e add-ons para este simulador. Embora muitos produtores tenham actualizado as suas aeronaves e cenários para contemplar o novo simulador, é bem possível que muitos necessitem de várias actualizações para se tornarem verdadeiramente compatíveis com o novo API. Também o próprio simulador deverá precisar de umas quantas correcções nesta sua nova vida.