Ubisoft e Take-Two juntam-se ao protesto contra a Rússia

39

Mais duas empresas de peso acabam de anunciar que pararam as suas vendas em território Russo. Em protesto contra a invasão da Ucrânia, também a Ubisoft e Take Two Interactive pararam as vendas.

Num comentário sucinto via blogue oficial, a Ubisoft esclarece que “face à contínua tragédia na Ucrânia”, decidiram “suspender as vendas na Rússia”. Não é dito mais nada nesta actualização, mas já antes a empresa tinha manifestado a sua preocupação pelo que se passa neste país invadido. Anteriormente já tinha indicado que iria ajudar os seus funcionários neste país e que estaria a monitorizar a situação.

Quanto à Take Two, também emitiu um comunicado, desta feita num email do vice-presidente Alan Lewis para o site PC Gamer. Lewis explica que “após consideração significativa”, decidiram que parariam as “novas vendas, instalações e suporte de marketing” em todas as suas marcas na Rússia e também na Bielorrússia.

A Ubisoft e a Take-Two juntam-se assim a empresas como a Electronic Arts, Microsoft, CD Projekt RED e outras nas restrições ao acesso ao entretenimento em território Russo. É preciso notar que algumas desta empresas, como a Nintendo, restringiram o acesso de forma involuntária, outras como a PlayStation não se pronunciaram quanto a restrições mas implementaram-nas na mesma.