Tencent não desiste da Ubisoft e faz novo investimento

12

A família Guillemot continua a resistir contra as investidas de gigantes que tentam comprar a Ubisoft. A Tencent pode não ter conseguido a compra mas não desistiu de tentar investir na produtora e editora Francesa.

Recordamos que a gigante Chinesa avançou com uma agressiva oferta de compra de acções da Ubi, valorizando de forma atraente o valor de cada acção comprada. Na altura, não ficou claro que decisão a família Guillemot, detentora de 16% do capital da empresa e detentora de poderes de decisão bastante elevados.

Agora sabe-se que a tentativa de alargar a participação da Tencent acima dos actuais 4.5% poderá ter sido rejeitada. Só que a corporação Chinesa, segundo a Reuters, estará “muito determinada” e fazer um bom negócio em torno da Ubi, avaliada em mais de 5 mil milhões de Euros.

Por isso, um novo investimento de 300 milhões de Euros foi feito na holding que detém os tais 16% da Ubi, a Guillemot Brothers Ltd. Em troca, a Tencent aumenta a sua percentagem para 9,99% de acções. Segundo a nota de imprensa, porém, a empresa Chinesa terá acordado que esta holding permanece sob total controlo da família Guillemot e não terá presença na comissão de direcção ou ganhará poder de veto ou de decisão.

Por outras palavras, a família Guillemot aceitou o dinheiro da Tencent, permite-lhe aumentar a sua participação mas não cede poder de decisão sobre o futuro da Ubi. Mais, em conjunto, a Ubi e a Tencent detêm agora 29,9% totais de acções, impedindo, por agora, qualquer tentativa de tomada hostil de terceiros. A própria Tencent acordou em não aumentar a sua participação acima dos actuais 9,99% nos próximos oito anos.

Para leigos, soa a um mau negócio para a gigante de entretenimento Chinesa. Contudo, a Tencent pode estar a jogar “no tempo”, já que em oito anos muito pode mudar. É mais um investimento para “não tirar o pé da porta”, enquanto a família Guillemot lucra só mais um pouco e garante a sua mão de ferro nos destinos da Ubisoft.