Sony salta outra vez a E3, Microsoft confirma presença

24

A E3 2020 será novamente mais pobre sem a presença da Sony PlayStation, pelo menos com o seu próprio stand e conferência. No outro lado da barricada, a Microsoft Xbox não podia estar mais entusiasmada com a sua presença neste certame.

Num ano em que teremos a PlayStation 5 e a Xbox Series X, seria importantíssimo a Electronic Entertainment Expo de 2020 contar com os dois rivais a mostrar as suas criações. Mas, não é isso que vai acontecer… outra vez.

Tendo anunciado a sua ausência nas edições anteriores, a Sony poderia aparecer na E3 com a PS5, uma vez que ainda nem sequer foi apresentada ao público. A gigante Nipónica, porém, prefere comparecer em vários outros eventos ao longo do ano, referindo que a visão da E3 não é adequada aos seus planos para este ano.

O anúncio foi feito ao site GamesIndustry.biz. “A Sony Interactive Entertainment decidiu não participar na E3 2020”, diz o anúncio. “Temos grande respeito pela organização, mas achamos que a visão da E3 2020 não é adequada para o nosso foco este ano“. Mais adianta a comunicação que vai participar em “eventos globais” com o objectivo de “os fãs façam parte da família PlayStation”, talvez uma nota contra a “exclusividade” que o evento em Los Angeles sempre parece transparecer.

É de esperar que outras marcas de renome sigam o exemplo, como a Electronic Arts que tem o seu próprio espaço e evento paralelo desde 2016. Em anos anteriores, também vimos editoras e distribuidoras a faltar, pelo que é bem possível que a tendência continue a ser essa. Esperemos pelos respectivos anúncios.

As boas notícias para a organização da ESA, porém, é que a Microsoft não arreda pé deste evento, ano após ano. Quase como uma resposta directa à rival, foi o próprio Phil Spencer que veio ao Twitter anunciar que a marca Xbox e todas as suas novidades vão estar mesmo na E3 2020. E neste ano, parece, é de esperar grandes novidades.

“A equipa está a trabalhar arduamente na E3”, diz o tweet to patrão da Xbox, onde diz que irão “partilhar com todos os que gostam de jogar o que está no horizonte”. Adiciona ainda que “2020 será um ano basilar na caminhada da equipa Xbox“. Claramente, Spencer refere-se ao novo rumo criado pela nova consola Xbox Series X. Contudo, é de esperar que o plano seja apresentar os jogos futuros da Series X, entre produção interna e de terceiros, até porque esta consola não terá exclusivos no seu lançamento.

A relevância da E3 é cada vez mais discutível neste meio. Como showcase de novidades, as conferências são transmitidas para todo mundo via online, pelo que estar presente fisicamente no local durante o certame é algo irrelevante. Para muitos, serve apenas ao mercado Norte-Americano em concreto e pouco mais.

Por outro lado, a E3 sempre foi uma data de festa para o gaming e era de lá que vieram as grandes novidades da Indústria. A contínua desistência de expositores de renome destrói esse legado, embora acreditemos que hajam alternativas mais acessíveis para quem falta.

E não vamos falar dos condicionalismos e políticas que podem existir nos bastidores destes eventos internacionais de grande envergadura. Estamos certos que a Sony também pretende salvaguardar os seus interesses com eventos em não seja condicionada naquilo que pode mostrar. Este tópico, porém, seria todo um outro (extenso) artigo.