Six Days In Fallujah mostra campo de batalha procedimental

85

A editora Victura e a produtora Highwire Games estão empenhadas em ignorar a possível polémica em torno deste jogo, recentemente ressuscitado do esquecimento. Para isso, mostram um interessante vídeo de uma tecnologia inovadora criada para Six Days In Fallujah.

Neste vídeo, o shooter táctico mostra um pouco da sua jogabilidade, aproveitando para demonstrar o que a produção chama de “Arquitectura Procedimental”. De cada vez que jogarmos no campo de batalha, os edifícios mudam para criar um mapa aleatório. Esta lógica gera uma certa surpresa em conjunto com a IA dinâmica que se adapta às movimentações do jogador. É algo que tenta “reflectir a incerteza e o perigo do combate urbano”.

Anunciado há 12 anos, Six Days In Fallujah foi sumariamente abandonado, sem quaisquer perspectivas de sequer ver a luz do dia. A controvérsia em torno deste jogo tem a ver com o palco real em que se inspira, a infame “Batalha de Fallujah”, que fez muitas vítimas civis, além de ter gerado inúmeras acusações de violação de direitos humanos. A então editora Konami retirou-se do projecto e a equipa de produção acabou por abandonar o jogo, levando a crer que tinha sido mesmo cancelado e fechado em alguma gaveta.

Six Days In Fallujah foi reavivado pela Highwire Games (Golem) há cerca de três anos. O seu retomar foi anunciado recentemente e será publicado ainda neste ano para as consolas e PC.