SEGA passa a editar os seus jogos em caixas recicladas

22

A iniciativa já tinha sido ensaiada com o jogo Football Manager 2020 no ano passado. Mas, agora a SEGA quer alargá-la a todos os seus jogos em formato físico. Doravante, todos os jogos serão editados em caixas recicladas.

É, de facto, uma questão de coleccionar plástico. Se olharmos para as nossas prateleiras de jogos para as várias consolas e PC ao longo dos anos, mesmo cada vez mais reduzidas, as caixas de plástico não deixam de ser um atentado ambiental e uma demonstração de como o consumo de produtos baseados no petróleo é tão abrangente.

Porque a consciência ambiental é cada vez mais importante, a SEGA é a primeira empresa deste meio a adoptar caixas de papel reciclado para todos os seus jogos. O próximo jogo com esta medida será Total War: Rome II – Enemy at the Gates Edition, em formato de digipack com óptimo aspecto, como podem ver na imagem acima. E a empresa nipónica não se ficará por aqui. Todos os jogos posteriores seguirão o mesmo modelo.

Seria excelente para o ambiente que mais empresas seguissem este exemplo. Até porque nos dias que correm, tirando os coleccionadores, o mercado digital está cada vez mais dominante. Assim, o investimento neste tipo de embalagem já não será assim tão elevado dada a quantidade certamente reduzida de unidades fabricadas.

Como sempre, porém, podem estar em causa custos de produção ou outros factores relacionado com o fabrico destas caixas. Alguns argumentos contra as novas caixas é a menor resistência aos impactos e a reduzida impermeabilidade contra líquidos. Mas, será que chegam para justificar mais poluição no meio ambiente?