Sabias que a Atari enterrou milhões de jogos no início dos anos 80?

1771

Durante 30 anos, muitos jogadores brincaram com o facto da Atari ter despejado milhares de cartuchos do jogo E.T. um aterro algures no Novo México, a história foi passando de geração em geração e acabou por se tornar num mito urbano, difícil de acreditar e de comprovar… até agora!

O mito deve-se maioritariamente à queda da Atari no início dos anos 80. A produtora teve grande sucesso ao criar ports dos jogos das arcadas mais populares da altura mas quando tentaram a receita do sucesso com o famoso Pac-Man, o resultado não foi bem o desejado. A Atari acreditava que o jogo obtivesse um lucro de 500 milhões de dólares com a produção de 12 milhões de cartuchos, apesar de só terem vendido 10 milhões de unidades da consola Atari 2600 até então. Esperavam ainda que Pac-Man fosse responsável por vender mais umas quantas consolas. No entanto, quando o jogo foi lançado em Março de 1982, foi fortemente criticado pela má jogabilidade e mesmo sendo o jogo mais vendido com 7 milhões de cópias, deixou um prejuízo com as restantes 5 milhões de cópias por vender.

Pac-Man não deixou a Atari muito bem de saúde e a chegada da adaptação do filme E.T. acabou por colocar o dedo na ferida da produtora, com um investimento de outros 20 milhões para os direitos da adaptação do filme de Steven Spielberg e com o acordo de produzir 5 milhões de cartuchos para lançar o jogo até ao Natal de 1982. A Atari tinha apenas 4 meses para produzir o jogo e o resultado, como seria de esperar, não foi o melhor. Os consumidores encontraram um jogo impossível de jogar com uma história fraca e gráficos primitivos para a época. Mesmo assim, foram vendidas cerca de 500,000 cópias nos primeiros dias e eventualmente acabaram por vender mais um milhão, mas muitas destas cópias foram devolvidas por pessoas que queriam o reembolso.

Atari acabou por colocar todos os seus jogos em saldos para tentar, numa forma desesperada, vender todas as cópias que estavam a ganhar pó mas nem assim conseguiram, acabando por ter em mãos 3,5 milhões de cartuchos a juntar aos 5 milhões de Pac-Man que não conseguiam vender. Então, o que podia fazer a Atari com tantos jogos em mão?
Conta a lenda que 8 camiões cheios de jogos, deslocaram-se até Alamogordo, no Novo México, no dia 26 de Setembro de 1983 para despejar todos estes cartuchos num aterro…  E assim nasceu o mito.

Em Maio de 2013 a Câmara de Alamogordo deu licença à produtora de documentários, Fuel Industries, para escavar a zona de forma a desvendar o mito e ao mesmo tempo criando um documentário sobre a lenda. Esta mesma escavação foi financiada pela Microsoft e teve lugar no passado dia 26 de Abril e, acredite-se ou não, o mito tornou-se verdade. Pouco tempos depois de terem começado a sua missão a equipa responsável pela escavação encontrou milhares de jogos ET e não só. Centipede, Phoenix e Salteadores da Arca Perdida também estavam entre os milhares de jogos.

Todo este mito deixa-nos a pensar se numa altura em que o formato digital ganha cada vez mais terreno iremos ver algo deste género outra vez. Será que encontrarão um telemóvel enterrado e a funcionar com o Flappy Bird?

O documentário, temporariamente intitulado de “Atari: Game Over”, ficará disponível ainda este ano para qualquer possuidor de Xbox One e Xbox 360. Não sabemos ainda se ficará disponível por outros meios, de forma oficial.

Fonte imagens: Kotaku, Polygon, Xbox.com