Razer apresenta um novo conceito para computador

1851

Project Christine é como uma viagem ao futuro! A nova aposta da Razer, apresentada em Las Vegas durante a CES, é um computador modular com um design bastante futurista, tal como a marca-das-cobras nos têm vindo a habituar!
Mudar as peças de hardware ou até mesmo fazer um novo computador com a Christine é tão simples como encaixar peças de LEGO, na imagem é possível ver longas barras ovais numa espécie de espinha dorsal, cada uma delas é um componente do computador. Pode ser uma placa gráfica, um disco rígido ou até mesmo o processador, todas elas estão misturadas e podem ser encaixadas on-the-fly na torre.

Cada módulo (barra oval) é arrefecido por um óleo mineral, assim que é ligado à torre, a solução refrigerante toma conta de tudo, tornando todo o computador muito silencioso.  Com um arrefecimento deste calibre os módulos podem ser fabricados com overclock em mente, para um desempenho extra.
Os benefícios são enormes com um computador deste tipo, para pessoas que têm pouco à vontade com hardware, podem mexer sem qualquer receio ou medo de estragar, os upgrades são mais fáceis e nem sequer há fios!
O LCD, que parece ter saído do filme Exterminador, apresenta controlos da torre e informação sobre cada módulo. Já vos disse que é Touch Screen?

O design é certamente um dos pontos mais ambiciosos, mas a Razer é assim mesmo! Por muito interessante que seja, parece que Christine ainda vai demorar a chegar às nossas mãos, a fabricante está, por enquanto, apenas a sondar o interesse pelo conceito. Se chegar a ser criado acredito que será absurdamente caro e ainda será necessário convencer vários fabricantes a adaptarem os seus componentes a estas caixas.
Para os mais geeks, este conceito é todo baseado em ligações PCI Express, capaz de Quad-SLI e de RAID com cinco discos rígidos.

Fonte: Razer Zone