Produção está consciente da falta de savegames de Returnal mas nada anuncia

10

Se leram a nossa análise a Returnal, ficaram com a ideia que é um jogo espectacular… menos na sua dificuldade. Será, claramente, um jogo divisor quanto à sua exigência. Uma das suas maiores críticas foi reconhecida pela produção da Housemarque. Mas, nada deverá mudar por agora.

A falta de savegames, algum ponto de salvamento ou restauro em cada passagem pelo jogo, é algo remanescente do género roguelite, sem dúvida. Só que a dificuldade de Returnal, como mencionámos, é perfeitamente aleatória, o que causou imensa frustração aos jogadores. Entre outras “faltas”, um modelo de regeneração de energia ou, simplesmente, checkpoints para salvar o progresso, foram dos elementos mais mencionados pelos jogadores.

A ironia é que a Housemarque deu uma dica, digamos, controversa. Para que os jogadores não perdessem o progresso, especialmente na segunda metade de jogo, se tivessem de desligar a consola, que o fizessem no modo “sleep” da consola. Ora, este modo tem vindo a revelar-se pouco fiável, com alguns erros de base de dados e mesmo corrupção de sistema com alguns jogos.

A insatisfação dos jogadores foi bem audível, até porque se os jogadores fizerem tudo bem feito, as últimas passagens podem demorar horas a completar de uma assentada, porque não é possível salvar esse progresso. E a Housemarque ouviu. Mas, não quer dizer que faça algo para contornar a situação.

“Ouvimos a comunidade“, diz o Tweet acima em resposta a um subreddit sobre esta questão. Mas, a produtora acrescente que “nada tem a anunciar por agora”, pedindo que “continuem a jogar e a desfrutar do desafio como podem”. Que é algo na linha de “joguem melhor por agora”. Não há nenhuma referência a alguma alteração à jogabilidade, mas o tom parece indicar que algo poderá ser alterado no futuro.

Na nossa análise, dissemos que Returnal “precisava de um balanceamento, nem que fosse algumas opções para facilitar um pouco ou, pelo menos, umas lógicas mais acessíveis para quem não tem “aquela” paciência”. Talvez uma melhoria na acessibilidade possa ajudar nesta avaliação.