Phil Spencer “namora” (outra vez) as capacidades do DualSense da PS5

17

No passado mês de Janeiro, reportámos que a Microsoft estaria “de olho” nas capacidades do comando DualSense da PlayStation 5. Agora, o patrão da Xbox, Phil Spencer vem reforçar essa ideia, dando a entender algo parecido podia chegar à Xbox.

Não é que o DualSense seja o primeiro comando a experimentar o feedback háptico ou os gatilhos adaptativos. Contudo, foi sem dúvida, um dos comandos que melhor integraram esta tecnologia numa plataforma mainstream. Em Janeiro, a Microsoft lançou uma sondagem aos jogadores, perguntando se gostariam de ver algo semelhante na rival Xbox. Não soubemos o resultado da sondagem, mas acreditamos ter sido positiva.

O DualSense é uma das principais característica da PS5. Quando devidamente explorada, a interacção do jogador é completamente diferente de um comando convencional, adicionando uma profundidade sensorial sem precedentes à acção. É uma autêntica revolução positiva na interacção, tal como foram os comandos da Nintendo Switch com capacidades semelhantes.

Ora, olhando para a marca rival, o Xbox Controller não mudou muito desde a Xbox 360. É um excelente comando e teve imensos pequenos ajustes positivos, mas em nada revolucionou a forma de jogar nas consolas Xbox. Com a sondagem já mencionada, a Microsoft mostrou abertura e agora Phil Spencer “assina por baixo”.

Convidado no Kinda Funny Gamescast, Spencer menciona que provavelmente a Xbox não terá muitos periféricos criados para a Xbox Series X|S mas que, possivelmente, o gamepad poderia ser “revisto em breve”. Mais adiantou que “a Sony fez um bom trabalho com o seu controlador” e que a equipa estaria a “equacionar algo do género”.

Além do Xbox Controller, a Xbox apostou numa edição especial do comando, chamada de Xbox Elite Controller, com inúmeras alterações mais robustas e alguma personalização. Contudo, nunca pareceu querer apostar muito em inovar o seu comando, apenas actualizá-lo com algumas pequenas alterações. Talvez seja desta que teremos uma verdadeira evolução.