Outriders ainda não deu lucro à People Can Fly

30

Embora a produtora People Can Fly com certeza terá recebido investimentos para criar Outriders, o jogo ainda não permitiu à empresa lucrar. A fraca recepção da crítica e dos jogadores será o motivo.

Para nós, Outriders foi “um bom conceito a precisar de mais tempo para polimento”. Contudo, mesmo com algumas actualizações e até um lançamento paralelo no Xbox Game Pass, o jogo nunca mereceu muita atenção da comunidade. O êxodo de jogadores foi evidente nas últimas semanas, com sessões cada vez mais desprovidas de jogadores.

Mesmo com uma grande expansão prevista para Junho (em baixo), a produção parece já não acreditar no futuro do jogo. Num relatório financeiro, o estúdio informa que até ao final do ano passado, ainda não tinham recebido quaisquer royalties das vendas do jogo por parte da editora Square Enix. Isto porque, segundo o documento, “as vendas de Outriders fora insuficientes para recuperar os custos e despesas da publicadora pelo desenvolvimento, distribuição e promoção do título”.

Mais, o relatório informa os investidores que “não há garantias que as receitas das vendas de Outriders em períodos futuros sejam suficientes para recuperar os custos e pagar os royalties ao grupo”. Esta situação é um pouco ingrata para a People Can Fly, já que a própria Square Enix alegou que o jogo até teve algum sucesso e há uma expansão a caminho.

Dado que a Square Enix parece estar a passar por um processo de emagrecimento de estúdios e IPs estrangeiros, havendo mesmo rumores de uma possível venda a uma entidade terceira, é bem possível que esta situação não acabe da melhor forma para Outriders.

A expansão Worldslayer para Outriders (em cima) chegará a 30 de Junho para as plataformas de lançamento. Se será a solução para “dar a volta ao resultado”, fica a dúvida.