Nvidia e Google contra a compra da Activision pela Microsoft

17

Entre as várias empresas e entidades que têm apoiado a compra da Activision pela Microsoft, várias outras têm mostrado oposição ou, pelo menos, preocupações em torno do negócio. Duas gigantes juntaram-se.

Segundo o site Bloomberg, a gigante de comunicação Google e a fabricante de placas gráficas Nvidia manifestaram as suas preocupações em torno do negócio junto da Comissão Federal de Comércio Norte-Americana (Federal Trade Commission ou FTC), a tal agência para a concorrência que está em vias de tentar inviabilizar o negócio.

Fontes revelaram ao site de finanças que as duas empresas possuem diferentes questões quanto ao negócio. A Nvidia manifestou preocupações quanto ao “acesso igual e aberto a jogos”, claramente preocupada que o seu serviço GeForce Now passa ficar descompensado com a falta de jogos se a Microsoft os tornar exclusivos.

Quanto à Google, como acabou de enverrar o seu Google Stadia, as suas preocupações são mais viradas para o mercado mobile. Recordamos que uma das produtoras e editoras do grupo Activision é a gigante King, a dona da franquia multi-milionária Candy Crush e outros fenómenos de sucesso. Como a Microsoft já manifestou interesse em criar a sua própria loja de jogos mobile, imaginem que esses jogos deixam de ser vendidos na Google Play

No mesmo artigo, a Microsoft informou que estão prontos para “abordar as questões levantadas pelos reguladores ou concorrência para garantir que o negócio é firmado com confiança“. Ou seja, se for preciso acordos, pelo menos com estes “players”, a empresa fará o que tiver de fazer para que estas entidades não se oponham. A ideia, disse o representante, é que os jogadores “tenham mais acesso aos jogos, não menos”.

Depois da “bomba” que foi o anúncio da compra, especialmente porque a Activision Blizzard passa por uma fase muito difícil de credibilidade e problemas internos, a oposição tem sido feroz ao negócio da compra pela Microsoft. A mais vocal das empresas tem sido a Sony, especialmente por causa da franquia Call of Duty. Contudo, não é a única entidade com “questões” pertinentes, como este artigo bem o demonstra.