Nova versão PC de Batman Arkham Knight continua com problemas

1466

Depois de nesta semana ter sido relançado no PC, Batman Arkham Knight continua a dar problemas. Depois de um longo tempo retirado do mercado devido a problemas sérios que afectavam imensos jogadores, o relançamento no PC também não está a correr bem.

Foram meses de espera. Mesmo com uma actualização intermédia que melhorou um pouco a performance, ainda muita gente não conseguia jogar Arkham Knight no PC. O relançamento e publicação de uma nova actualização esta semana pareciam indicar que, finalmente, o Homem-Morcego iria regressar em pleno ao mundo do PC. Mas nem tudo está a correr bem.

A comunidade está assinalar nos fóruns e redes sociais, que a actualização parece ter piorado ainda mais a performance do jogo. Muitos jogadores reportam quebras acentuadas, sobretudo quando escolhem a opção de 60FPS. Há até quem reporte freezes e crashes para o ambiente de trabalho. Isto pode significar muita coisa, mas por detrás pode estar um problema que já existia desde o início.

Segundo a própria Rocksteady / Warner Brothers num comunicado na Comunidade Steam, “o problema da paginação do disco rígido com alguns GPU (processadores gráficos) no Windows 7 ainda pode acontecer durante sessões de longa duração”. A paginação é uma função do sistema operativo que permite recorrer a memória virtual criada em disco para complementar a memória RAM. Por defeito, o Windows cria um ficheiro de paginação automático que, em teoria, funciona como RAM extra quando o aplicativo precisa de mais. Só que, neste caso, parece que um conflito com os processadores de algumas placas gráficas tornam o ficheiro instável ou mesmo corrompido.

A solução no momento é parar o aplicativo e reiniciá-lo assim que sentirem que a performance está a degradar. Esta é, porém, uma solução temporária e esperava-se que a produção conseguisse resolver esta questão neste relançamento.

Ironicamente, no Windows 10, a situação pode-se resolver de uma forma algo injusta. Ainda segundo a Rocksteady/Warner, os utilizadores do Win10 devem obter, pelo menos 12 GB de memória RAM para que o sistema não tenha de recorrer a um ficheiro de paginação. Ou seja, se querem jogar este jogo no Windows 10, terão de adquirir mais RAM que a que o jogo oficialmente requer (8 GB).

Como seria de esperar, mais uma onda de protestos chegaram aos fóruns oficiais do jogo e aos fóruns dedicados na Comunidade Steam. Quem comprou o jogo neste relançamento já indicou que pediu reembolso no Steam. Os demais, persistentes, já falam em boicote e as análises de utilizadores na página de produto do Steam já estão em “Mostly Negative”.