Nintendo vai encerrar lojas digitais da 3DS e WiiU

25

Apesar da longevidade invejável de algumas das suas consolas, também a Nintendo irá encerrar as eShops das suas plataformas mais antigas. As lojas digitais das consolas Nintendo 3DS e Nintendo WiiU vão encerrar.

As lojas eShop irão encerrar actividade nestas consolas definitivamente, tanto no Japão como nos países ocidentais. Uma vez que sejam encerradas, deixará de ser possível fazer compras ou descarregar conteúdo gratuito, como demonstrações, por exemplo.

Até à data de encerramento, algumas funcionalidades gradualmente deixarão de estar disponíveis. Para já, por exemplo, já não é possível usar cartões de crédito para adicionar fundos nestas lojas. A partir do final do próximo mês, deixar de ser possível redimir eShop Cards nestas lojas. Ainda assim, ainda será possível redimir códigos de jogos por download até ao seu encerramento definitivo. Por isso, não percam tempo.

Notem que isto não significa que percam os jogos que já tinham redimido ou comprado. Todos os jogos ou DLC que possuam na vossa conta Nintendo para estas consolas, continuarão a ser descarregáveis. Também continuarão a receber actualizações de firmware e a poder jogar online com as mesmas.

Tomem nota, então: as eShops das consolas Nintendo 3DS e Nintendo Wii U encerrarão no dia 27 de Março de 2023 no Ocidente, um dia depois no Japão. A partir desta data, todos os fundos ainda disponíveis na vossa conta só poderão ser gastos na Nintendo Switch, caso a tenham, claro.

Embora a Wii U não tivesse grandes prestações (cerca de 14 milhões de unidades vendidas) comparando com as demais consolas da Big-N, a 3DS pertence a uma família de sucesso de consolas portáteis DS da Nintendo. Entre os seus vários modelos, vendeu quase 76 milhões de unidades, tornando-se a quinta consola portátil mais vendida de sempre, atrás da DS, Game Boy, Game Boy Advance e PlayStation Portable.

Ainda faltará algum tempo até que o suporte seja totalmente removido destas consolas. Contudo, a remoção das lojas digitais é sintomático de que cada vez menos pessoas as usarão. É sempre uma perda histórica quando vemos estas plataformas clássicas a chegar ao fim do seu ciclo de popularidade.