Mineração de criptomoedas moribunda, os gamers agradecem

32

Se por acaso não repararam, nestas últimas semanas o preço das placas gráficas tem estado em queda. O motivo desta baixa é só um: o fim da mineração da criptomoeda mais popular, o Ethereum.

Basicamente, até há pouco tempo, era possível “produzir” esta popular criptomoeda através da infame mineração com recurso ao processamento vindo das mais potentes placas gráficas. Por causa disto, os “mineiros” açambarcaram estas peças de hardware por todo o mundo, fazendo com que o hardware atingisse uma escassez recorde. Por outro lado, esta escassez foi exacerbada pela crise de chips e componentes electrónicos.

Tudo isto causou uma notória subida galopante de preços, muito por causa da especulação predatória de marcas e lojas de informática que foram obrigadas a assumir preços de custo mais altos, mas também exacerbaram os preços das vendas para aumentar facilmente o lucro. Em alguns casos, chegámos a ver lojas a quase triplicarem o valor recomendado pela marca, sabendo que os “desesperados” acabariam por comprá-las.

O que aconteceu ontem, portanto, foi uma mudança na mecânica de valorização desta moeda, de longe a mais popular e a mais rentável no volátil e complexo mercado das divisas digitais. Em termos muito básicos, o Ethereum deixou de ser rentável de minerar, já que o mecanismo de consenso é agora outro, o chamado “proof-of-stake”… que não vamos perder muito tempo a tentar explicar, correndo o risco de nem sequer conseguir fazê-lo em termos simples.

O que nos interessa saber é que a mineração teve uma quebra acentuada, os “mineiros” deixaram de comprar placas gráficas e até as estão a vender em bloco no mercado de segunda-mão. Por causa disto, avança o site PC Gamer, o preço das placas gráficas desceu para metade desde o início do ano. Esta avaliação, claro, não é universal, havendo ainda muitas lojas que não actualizaram os preços, especialmente em Portugal (estamos de olho em vocês, pessoal!).

Notem, porém, que dissemos acima que houve “uma quebra acentuada”, mas não uma paragem completa da mineração. Muitos “mineiros” querem ainda tentar rentabilizar o seu dispendioso investimento e continuam a procurar moedas alternativas para minerar. Até à data, porém, não houve nenhuma outra moeda que se mostrasse atraente para minerar. Mas, nunca se sabe o que pode acontecer no futuro próximo.

Por agora, portanto, podemos respirar de alívio. Os preços das placas gráficas mais desejadas para jogar (afinal o seu intuito original) deverão baixar ainda mais nas próximas semanas. Isto, se as produtoras de placas gráficas mantiverem a sua intenção de lançar uma nova geração ainda neste ano (Nvidia RTX4000 parece iminente), sem empolar os seus preços  recomendados. E também que as já mencionadas lojas acompanhem a queda sem recorrer ao lucro fácil.