Lag em Battlefield 4 melhorado nas consolas… dois anos depois!

1131

Será caso para dizer “mais vale tarde que nunca”? A resposta é difícil. É que a DICE teve mais de dois anos para perceber o que estava mal nos seus servidores para causar tanto lag em Battlefield 4. Ainda por cima, a actualização nem vai resolver muita coisa nos modos de jogo de maior envergadura. E será que ainda há quem esteja interessado neste jogo?

É demasiado tempo para um jogo ser aprimorado. Pior, lançar agora uma actualização para uma pretensa correcção de erros de latência (lag) nos servidores de Battlefield 4 é uma admissão que o jogo esteve desde o lançamento com estes e outros problemas. E esta actualização nem será apontada para onde se sente maior impacto nestes erros de latência.

Esta actualização já havia sido testada no PC e só agora chega às consolas. Irá aumentar a taxa de tick (taxa de transferência de dados para sincronismo entre jogadores e servidor) de 30hz para 45Hz. Mas esta actualização só vai chegar aos servidores menores com menos de 32 jogadores. Quem gostar de jogar Conquest com 64 jogadores vai continuar a “apreciar” tiros atrás de paredes ou mortes súbitas com um só tiro.

A actualização chegará à PlayStation 4 e à Xbox One a partir de hoje e até dia 11 de Fevereiro, dependo das actualizações regionais de cada loja online. Será uma boa altura para regressar a Battlefield 4 depois de uma série de mapas e adição de armas e extras após o fim do suporte oficial de época.

Para muitos jogadores a DICE desconsiderou a comunidade com o lançamento deste título. Assim que chegou à nova geração de consolas, começaram os imensos problemas do jogo. Nem todos chegaram a ser resolvidos, com a DICE a ver-se dividida em dois estúdios (DICE LA e DICE Estocolmo) com imensos projectos paralelos e a dispersar a sua atenção. A comunidade fiel, essa, foi perdendo interesse. Esperemos que o próximo Battlefield não cometa os mesmos pecados e que se aprenda com os erros deste último jogo de 2014.