Já há finalistas da 7ª Edição do PlayStation Talents

17

Num episódio especial do programa Modo PlayStation, a Sony Interactive Entertainment Portugal apresentou os 11 finalistas da 7ª edição dos PlayStation Talents, uma iniciativa para apoiar e premiar projectos de jogos nacionais.

Na corrida para Melhor Jogo de 2021 estão agora 11 projectos seleccionados de “um elevado número de inscrições registadas neste ano”, um sintoma de que o programa de apoio é bastante popular na comunidade de criadores de videojogos. Segundo Ricardo Correia, coordenador do programa, a variedade “volta a ser uma das palavras-chave” para descrever estes finalistas.

  • Breeze of Chimes (Hopoki Studio): Jogo de plataformas para uma pessoa, jogando como um ser poderoso que desperta sem ter noção do seu ambiente e do seu passado, que irá procurar restos do passado, aventurando-se por todos os perigos que poderá encontrar.
  • Helena (Rio Studios): Neste jogo em 2D revive-se a história de amor de Armando nos anos 1950 no Porto. Apreciamos locais históricos, colecionamos objetos para ajudar Armando a lembrar-se das memórias, neste título com arte de desenho à mão e música tradicional Portuguesa.
  • Laura (PolyWeld): Um jogo sobre a Primeira Guerra Mundial nos Açores, onde uma menina, Laura, procura o seu pai que foi levado para um campo de concentração na ilha Terceira nos Açores durante a guerra.
  • METANOIA (Merakkie Studios): Este jogo acontece num asilo, algures em 1800, onde a personagem principal sofre de esquizofrenia e parte em busca da sua mãe, entre o mundo real e irreal devido às alucinações que alteram a sua perceção da realidade.
  • Mizukura (Axis): Um jogo que se desenvolve em torno de um gato samurai que pretende restaurar o equilíbrio perdido depois do roubo de um dos Koi Fishes por parte do Miaushing, que irá tornar esta tarefa difícil e desafiante.
  • Onis (Primis Games): Um jogo de estratégia envolvido num mundo de cultura Portuguesa.
  • Sophia and the Girl in the Past (Perpétuos Games): Neste jogo a Sophia e a Pearl conheceram-se através de um walkie-talkie e descobrem que moram na mesma casa, sendo que Pearl mora nos anos 1990 e a Sophia, 30 anos depois. Decidem jogar com o “efeito borboleta”, fazendo alterações ao passado que permitam o acontecimento de certas coisas no presente.
  • Stolen Lands (Manuel Graça): Um RPG medieval na terceira pessoa passado no mundo de Akranes, onde escolheremos o caminho da nossa personagem: entre a acção direta, a magia e a furtividade.
  • Tamed The Unseen Show (Pop Coin Studio): Um jogo de stealth como um pequeno palhaço com um chocalho em vez de cabeça, onde o jogador terá de resolver puzzles para descobrir o que se passa por trás do espetáculo que, para o público, aparenta ser um circo normal.
  • The Fall of Balance (Tiago Rodrigues): Neste jogo de fantasia em realidade virtual com diversas mecânicas e elementos de jogabilidade que o tornam único, vamos escalar de forma realista, explorar diferentes ambientes e enfrentar os guardiões gigantes.
  • Universe 51 – Tannhäuser Wars (TechFrame): Um FPS multi-jogador com um ritmo de jogo rápido, onde dois grupos desconhecidos são misteriosamente teletransportados para o mesmo local. Uma vez que a comunicação entre os grupos é impossível ou indesejada, eles chocam entre si.

Este ano, o júri desta edição dos PlayStation Talents vão agora avaliar cada projecto nas próximas semanas, para depois premiar os melhores títulos e ideias nas seguintes categorias:

Categoria Principal

  • Melhor jogo

Categorias Secundárias

  • Jogo mais Inovador
  • Melhor Arte
  • Melhor Utilização das Plataformas PlayStation
  • Melhor Jogo Infantil
  • Prémio da Imprensa
  • Melhor Jogo de Competição Online
  • Melhor Narrativa

Categoria Especial

  • Games for Good: atribuído em parceria com o evento Games for Good criado e organizado pelo IADE.

Os vencedores de cada categoria serão anunciados no início de 2022. O prémio para o galardão de Melhor Jogo é o mais apetecível. Recebe um prémio monetário de 10000€ para a concepção do jogo, publicação do título na PlayStation Network, acesso a ferramentas de desenvolvimento, uma campanha de promoção e marketing avaliada em 50000€ nos canais PlayStation e um espaço físico em Lisboa para trabalhar no projecto durante 10 meses.

Boa sorte aos participantes. Desde projecto já vieram óptimos títulos de produção nacional como Strikers Edge do estúdio Fun Punch Games ou Out of Line da Nerd Monkeys. Estamos certos que teremos nesta 7ª Edição desta iniciativa mais um sucesso “Made In Portugal”.