Insólito – Call of Duty acusado de plágio com skin de personagem

17

Como se a Activision Blizzard não tivessem polémicas suficientes, eis mais uma. Uma skin de personagem adicionada a Call of Duty: Warzone foi alvo de crítica de um artista que reclama ser um plágio.

O alvo do artista Sail Lin é o pacote de extras chamado de Floof Fury Tracer Pack para Call of Duty: Warzone, que inclui a skin de um cão Samoyed vestido como um soldado. Ora, de acordo com esta publicação de Lin, o design desta skin é francamente semelhante com um outro feito por si, inclusive no uso de um shemagh (lenço), poncho e até uma bolsa na perna. Há, de facto, demasiadas semelhanças.

A situação gerou tantas reacções que a Raven Software removeu a mensagem de revelação do novo pacote, embora o site Polygon tivesse sido mais rápido. Contudo, Sail Lin não se deixou ficar e tentou esclarecer que “mesmo sendo um jogador de CoD, estou desapontado por ver o meu trabalho plagiado desta maneira por uma grande empresa como a Activision”. O artista já terá contactado a empresa para uma “explicação e/ou compensação”.

Não é a primeira vez que um jogo tão grande é acusado de plágio. Estas situações acontecem um pouco por todo lado no mundo do entretenimento. Seja porque os artistas buscam inspiração e acabam por inadvertidamente copiar ideias, seja porque vão deliberadamente “fotocopiar” designs aos locais mais obscuros que possam encontrar e assumem que ninguém dará por isso, acontece. Muitos, de facto, não dão por isso, mas, quando dão, chega a ser vergonhoso que uma empresa multi-milionária, com artistas bem pagos, se resuma a isto.