Hideo Kojima aponta ao cinema

14

Com a recepção positiva ao seu mais recente título, Death Stranding, o visionário Hideo Kojima revelou que tem intenções de levar a sua visão para onde sempre pareceu apontar: o cinema. A revelação foi feita numa entrevista à Britânica BBC.

Não é que sintamos que esta seja uma revelação “bombástica”. Desde que conhecemos a obra de Kojima, ainda na série de Metal Gear, que achamos que o criativo tem sempre uma visão cinematográfica. É algo perfeitamente notável nas inúmeras e longas cenas intermédias dos seus jogos, todas pejadas de planos e efeitos dignos de Hollywood.

A BBC realizou um documentário do “making-of” de Death Stranding e é lá que o produtor fala nessa ambição. “No futuro”, diz Kojima, “a Kojima Productions irá produzir filmes”. E o criativo justifica isso com uma daquelas frases icónicas que lhe assentam na perfeição: “Se fazes uma coisa bem feita, podes fazer tudo bem feito”.

Claro que a frase é apenas um chavão de pensamento positivo. Nem sempre realizar alguma coisa bem feita é sinónimo que tudo o que se fizer depois terá a mesma qualidade. Ainda assim, Kojima tem aquele “toque de midas” nas série onde passou, o que deixa boas perspectivas se seria possível transitar a sua visão para o cinema. Também deve contribuir para esta ambição, o seu relacionamento estreito com os actores Norman Reedus e Mads Mikkelsen e com o realizador Guillermo Del Toro, os três a figurar no seu recente jogo.

Noutras partes deste documentário, podem acompanhar muitos dos processos criativos do jogo, escutar comentários sobre os temas em jogo e visitar os bastidores da sua produção. Se querem saber a nossa opinião do jogo, nada como ler novamente a nossa análise a Death Stranding.