God of War: Ragnarok foi adiado por causa de… ancas

38
God of War_20180419202652

Embora nem o estúdio Santa Monica nem a Sony PlayStation o tivessem mencionado, quando falaram do adiamento de God of War: Ragnarok para o próximo ano, o actor que dá voz a Kratos explicou o que acha ser o real motivo.

Tudo levava a crer que teríamos um novo God of War em 2021. Contudo, como agora já sabemos, o jogo só será lançado no próximo ano. Na altura, pensámos em vários motivos, desde a envergadura do projecto, a pandemia e a procura por um calendário mais favorável. Contudo, o actor Christopher Judge acabou por confessar que o “culpado” terá sido ele próprio.

Para o actor, o adiamento deveu-se a uma sua cirurgia às suas duas ancas. O actor explicou na sua conta pessoal na rede Twitter que “Ragnarok foi adiado por minha causa. Em Agosto de 2019 não podia andar. Tive uma cirurgia às costas. Substituí as duas ancas e operei um joelho”. O actor explica ainda que a produção esperou pela sua recuperação, elogiando ainda em vários comentários subsequentes a forma como foi apoiado e louvando o sigilo sobre o seu estado de saúde.

Embora entendamos a comunicação do actor, uma vez que o actor não empresta apenas a voz, mas também participa na captura de movimentos, ainda assim, é bem possível que não sejam apenas as suas ancas (e joelho) as motivadoras deste atraso. Como recentemente ouvimos o director do jogo Cory Barlog explicar, estes títulos complexos envolvem muito tempo de produção, motivo pelo qual não teremos uma trilogia deste reboot. É bem possível que a busca pela melhor experiência e as restrições socias por todo o mundo sejam as reais motivações para protelar o lançamento, mesmo com esta contingência tão peculiar pelo meio.

God of War: Ragnarok está agora previsto para um dia a anunciar em 2022. O jogo será lançado como exclusivo da PlayStation 4 e PlayStation 5.