Conheçam os Vencedores da 19ª Edição dos Prémios D.I.C.E.

1090

Todos os anos, a Academia de Artes & Ciências Interactivas premeia os melhores profissionais e títulos da Indústria dos videojogos com os prémios D.I.C.E. (“Design, Innovate, Communicate, Entertain” ou “Desenha, Inova, Comunica, Entretém”). Saibam quem levou para casa os prémios da Academia, já intitulados como os “Óscares dos Videojogos”.

Nesta 19ª Edição destes prémios, os profissionais que compõem o painel de juízes elegeram diversos jogos como destaques para 2015. Entre eles, Fallout 4 recebeu o prémio de jogo do ano, além outros prémios na categoria de RPG e para a produtora Bethesda presente com Todd Howard e a equipa de produção (acima). Também outros fantásticos jogos como The Witcher 3: Wild Hunt, Ori and The Blind Forest, Rocket League ou Rise of The Tomb Raider receberam diversos prémios, além de outros jogos de elevada popularidade que também receberam o devido reconhecimento.

A nível de prémios individuais, o falecido Presidente da Nintendo Satoru Iwata (em cima) foi homenageado com um prémio de carreira, com uma montagem dos seus feitos ao longo da sua vida dedicada à Nintendo. Mas, para muitos, o destaque da noite, foi a introdução de Hideo Kojima (em baixo) no “Hall of Fame” da Academia, com o realizador Guillermo del Toro a apresentar o famoso produtor como “o melhor que há no meio”.

Lista de Vencedores da 19º Edição dos Prémios D.I.C.E.:

  • Jogo de acção do ano: Star Wars Battlefront
  • Jogo de combate do ano: Mortal Kombat X
  • Jogo de família do ano: Super Mario Maker
  • Jogo mobile do ano: Fallout Shelter
  • Desempenho notável em personagem: Lara Croft (Rise of the Tomb Raider)
  • Prémio de carreira: Satoru Iwata
  • Desempenho notável em composição musical original: Ori and the Blind Forest
  • Desempenho notável em design sonoro: Star Wars Battlefront
  • Desempenho notável no enredo: The Witcher 3: Wild Hunt
  • Desempenho técnico notável: The Witcher 3: Wild Hunt
  • Desempenho notável em animação: Ori and the Blind Forest
  • Desempenho notável em direcção de arte: Ori and the Blind Forest
  • Jogo RPG e MMO do ano: Fallout 4
  • Jogo de esteatégia e simulação do ano: Heroes of the Storm
  • Introdução ao Hall of Fame: Hideo Kojima
  • Jogo de desporto do ano: Rocket League
  • Jogo de corrida de automóveis do ano: Forza Motorsport 6
  • Desempenho notável em jogabilidade online: Rocket League
  • Jogo portátil do ano: Helldivers
  • Impacto Técnico: Visual Basic (Microsoft)
  • Jogo de aventura do ano: Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain
  • Prémio Sprite: Rocket League
  • Desempenho notável em design de jogo: The Witcher 3: Wild Hunt
  • Desempenho notável em realização de jogo: Fallout 4
  • Jogo do ano: Fallout 4

Concordam com as decisões da Academia? Recordamos que o painel de juízes é composto por profissionais da indústria, desde produtores, técnicos, artistas e outros. Do ponto de vista de qualidade, a maioria dos jogos merece os prémios ganhos. Talvez as categorias merecessem alguma atenção uma vez que Rocket League seja bem um jogo de desporto, nem Metal Gear Solid 5 será um bom exemplo para um jogo de aventura. Por falar nisso, ninguém da Konami esteve presente para receber o prémio. Terá sido pela presença de Hideo Kojima?