Electronic Arts sofre roubo de informação interna

9

Com as novas tecnologias, também surgem novos perigos. Colocar dados em serviços online, claramente beneficia a produção mas também expõe os dados a quem não tem as melhores intenções. A Electronic Arts foi a mais recente vítima.

Há algumas semanas, vimos como a CD Projekt RED foi igualmente vítima de um roubo de informação. Roubo esse que parece ter rendido aos hackers que, ao que parece, venderam a informação em troca de milhões, não evitando algumas informações fossem libertadas para o público em geral.

No caso do roubo à EA, foram contabilizados 780GB de informação roubada, que inclui alguma informação informação importante, como o código fonte do motor gráfico Frostbite e até do próprio jogo FIFA 21. Além disto, a EA também confirmou que “informação privada” da empresa foi roubada, mas assegura que nenhum dado dos jogadores foi furtado.

Segundo alguns sites, os hackers não perderam tempo a colocar o saque à venda em vários sites e fóruns dedicados ao hacking e pirataria. Por seu lado, a EA alega que já implementou medidas de segurança acrescidas e está a trabalhar com as autoridades para caçar os ladrões informáticos.