Electronic Arts 2017/2018 – Battlefront 2, Need for Speed e Bioware

801

Como é habitual por esta altura, a Electronic Arts apresentou os seus dados fiscais actuais e as previsões de projectos para novo ano fiscal que se inicia em Abril deste ano. Além de novos títulos já previstos, a EA prepara algumas surpresas para 2017 e 2018.

Para começar, foi revelado pela EA que um novo título da Bioware está a caminho. Actualmente a ultimar o lançamento do seu RPG Mass Effect: Andromeda, a produtora estará, alegadamente, também a trabalhar num possível Dragon Age. Contudo, a EA fala não de um RPG, mas de um “título de acção” que promete “mudar a forma como os jogadores jogam títulos de acção”. O que isto quer dizer, não sabemos. Mas será lançado algures no primeiro trimestre de 2018.

Ainda ao nível de novidades, é sempre bom saber que está na forja um novo Need for Speed. Este novo jogo, ao que parece, será mais focado na competição online, embora esteja ainda envolto em algum mistério. Será que teremos um MMO de condução neste franchise? Os jogos mais recentes da série não têm gozado de muito sucesso, dada a feroz concorrência. Pode ser que a fórmula seja melhorada com este título. Está também previsto chegar até ao final deste ano fiscal, ou seja, antes de Março de 2018.

Ainda gozando do esmagador sucesso de Battlefield 1, a DICE está já a apontar baterias para o seu próximo título baseado na Saga Maior do Cinema. Star Wars Battlefront 2 está já em produção há algum tempo e promete ser “maior e com mais heróis” que o jogo anterior da série. Actualmente a cargo da DICE Motive em conjunto com a Criterion Games, terá novos modos de jogo, uma campanha a solo (obrigado, EA). Está previsto que este jogo chegue até ao final deste ano.

Ainda falando de Star Wars, pouco foi dito com relação ao misterioso título da Respawn Entertainment neste universo. O foco desta produtora esteve até agora em Titanfall 2 que, apesar de ter sido considerado por muitos como um dos jogos do ano, ficou aquém das expectativas ao nível de vendas. Felizmente, Battlefield 1 superou as suas próprias estimativas, assegurando um excelente ano para a editora Norte-Americana.

2016 foi um excelente ano para a Electronic Arts, segundo os dados fornecidos. Mas nem tudo foi um sucesso retumbante. Engenhosamente, a EA omitiu os dados relativos a Mirror’s Edge: Catalyst. O pouco inspirado reboot da série, pelos vistos nem direito a destaque teve.

Um dado curioso vai para FIFA 17. Segundo a editora, o jogo foi “o jogo de consola mais vendido do mundo”. Durante 2016, este simulador de futebol levou mais de 10 milhões de jogadores a explorar o novo modo de jogo “The Journey“. Claro que todos estamos a aguardar Mass Effect: Andromeda, um jogo que a EA prevê fechar o ano fiscal em beleza.

Outros dados interessantes de 2016 revelam que a EA está actualmente no topo das vendas de jogos de consolas e dispositivos móveis, com um crescimento assinalável na ordem dos 36% em receitas (2.86 mil milhões de dólares só em receitas digitais de jogos e DLC). E o ano fiscal só termina a 31 de Março.