Director do remake de Splinter Cell demite-se

13

Por esta altura, o sinuoso regresso da franquia Splinter Cell tem sofrido para avançar. O mais recente anúncio da demissão do seu director David Grivel é mais um golpe que poderá atrasar (ainda mais) o jogo.

Convenhamos que, quando alguém é nomeado director de um projecto tão importante, como um remake de uma importante marca, acrescentando que este director está há 11 anos na produtora e editora, ninguém espera que se demita. E, se isso acontecer, é um sério revés para a equipa que, efectivamente, perde o seu líder e potencial mentor.

Por seu lado, Grivel não explica o motivo da sua partida. Afirma apenas que não pode resumir 11 anos num só post que publicou na rede social Linkedin. Mas, deixa no ar a ideia que estará já a preparar algo novo, quando diz que virá aí uma “nova aventura” para si. Contudo, a comunidade de fãs não perdeu tempo a fazer associações.

Há dias, mencionámos que a intenção da Ubisoft é fazer o remake de Splinter Cell para “audiências modernas”, o que deixou no ar a ideia que os paradigmas e conceitos estariam postos em causa. Não há nada que o indique, mesmo assim alguns fãs afirmaram que Grivel possa ter saído da Ubi por discordar do rumo da franquia.

O que é certo é que ainda não sabemos quase nada deste remake de Splinter Cell. Acreditamos que a Ubisoft tenha óbvio interesse em trazer um jogo moderno mas, ao mesmo tempo, fiel às suas origens. Este mais recente revés parece indicar que ainda vamos ter muito que esperar.

Desde que foi anunciado, não há qualquer data nem temos confirmação de plataformas para Splinter Cell Remake. Vejamos se sofre o mesmo destino de outras franquias da Ubisoft arrumadas “na gaveta”.