Day of the Tentacle Remaster já tem data de lançamento

1245

Esta sequela de Manic Mansion ainda é considerada como um dos melhores jogos de aventura da LucasArts. E 23 anos depois, vamos poder (re)viver a grande aventura do Bernard, Hoagie e da Laverne na edição remasterizada de Day of the Tentacle, mas antes disso vamos perceber porque é considerado um jogo de culto. 

Não é difícil de perceber porquê é tido como um dos melhores jogos de “point’n’click” de todos os tempos. É divertido, tem quebra-cabeças muito bem desenhados e é uma sequela com melhorias em tudo o que o original Manic Mansion tinha de bom. Day of the Tentacle foi lançado em 1993 e seguiu a mesma fórmula dos jogos de aventura da época, com as características opções para interagir com o mundo e todos os objectos.

O que diferenciava DOTT da concorrência da altura, para além do seu humor, era o facto de usarmos três personagens diferentes, Bernard, Hoagie e a Laverne numa demanda para impedir que Purple Tentacle se transformasse num génio do mal e tomasse conta do mundo.

O plano era simples. Os três só precisavam de voltar atrás no tempo e impedir que o tentáculo antagonista consumisse os resíduos radioactivos. Estes resíduos, para além de lhe terem dado braços, transformaram-no num génio do mal. Como seria de prever, o plano não correu como previsto e cada personagem ficou presa numa época temporal diferente.

Para voltarem para o presente, era necessário partilharem entre si vários itens. Os pequenos objectos podiam facilmente ser enviados através das “Chron-o-Johns“, as míticas casas de banho portáteis transformadas em máquinas do tempo. Para outros itens teriam de ser deixados no passado, para que a personagem do presente, ou do futuro, pudesse apanhá-los. As alterações feitas no passado também tinha impacto imediato na linha temporal e a maior parte dos puzzles do jogo eram baseados nestas dinâmicas.

Day of the Tentacle foi o primeiro jogo da LucasArts a adoptar a filosofia “Never die or get stuck” (Em português: Nunca morrer ou ficar preso). A equipa sentiu que o jogador não deveria ser punido pela sua incapacidade de resolver um puzzle. Em termos de comparação, os jogos da Sierra da mesma época eram conhecidos pelos seus puzzles complexos e, claro, pelas frequentes e fáceis mortes das personagens.

23 anos mais tarde e temos a equipa da Double Fine Productions, com o próprio Tim Schafer (a mesma mente brilhante por trás do original), a trabalhar na edição remasterizada deste Day of the Tentacle, que será lançado já no dia 22 de Março com gráficos em alta definição para PlayStation 4, PS Vita e PC. O GOG.com, tem neste momento uma promoção de 10% a decorrer para quem fizer a pré-encomenda, ficando o jogo com um preço a rondar os 15€.

E vocês, nostálgicos, jogaram este jogo de culto? Saibam que aqui na redacção do WASD temos um autêntico culto a este jogo e estamos a aguardar esta remasterização há algum tempo.