Código-fonte da Nvidia DLSS divulgado por piratas

43

Certamente recordam que demos notícia há dias que a Nvidia foi atacada por piratas informáticos e que alguma informação teria sido furtada. Ao que parece, os piratas divulgaram dados críticos da tecnologia Nvidia DLSS.

Inicialmente, fontes próximas da Nvidia desvalorizaram o ataque como algo “menor”. Contudo, todas as evidências pareciam indicar que a amplitude do ataque teria sido bem maior do que se imaginava. Ironicamente, os próprios piratas que reivindicaram o ataque fora depois também eles atacados em jeito de resposta. Mas, isso não parece tê-los afectado.

Segundo consta, cerca de 1 TB de informação foi roubada, afinal nada “menor” contendo mesmo informação sensível e confidencial da Nvidia. A ameaça dos hackers era que, se não fosse pago um determinado montante (já lá vamos), esta informação seria lançada a público. Porque parece que não houve “pagamento” e talvez até como retaliação pelo contra-ataque, uma parte da informação roubada já foi divulgada.

Segundo o site TechPowerUp, o que foi agora lançado a público foi um repositório de ficheiros relacionados com a tecnologia DLSS 2.2. A lista inclui diversos ficheiros sortidos, que incluem código fonte e guias de programação para produtores. Sendo esta uma tecnologia de ponta e proprietária da empresa de placas gráficas, é um duro golpe que esta informação seja tornada pública.

Para quem não conhece, o DLSS é uma tecnologia de optimização visual para videojogos. Explicando de forma básica, usa as capacidades de processamento das placas gráficas GeForce para estudar a imagem e garantir o melhor compromisso entre performance e qualidade visual.

Além desta fuga importante de informação, como prova do que têm em mãos, o grupo já tinha divulgado dados menores do que roubaram, como os nomes das próximas gerações de GPUs da Nvidia, por exemplo. Esse outros dados são realmente insignificantes e de menor gravidade comparados com o que foi agora revelado pelos piratas.

Entretanto, já sabemos o que o grupo de hackers “Lapsus” exigiu em troca da informação roubada. Os ataques de ransomware ou de furto de informação, geralmente, são “resolvidos” com montantes avultados de dinheiro solicitado.

Neste caso, porém, segundo avança o site TomsHardware, o que os hackers querem é que a Nvidia lance uma actualização que remova as limitações na mineração de criptomoedas das placas RTX 3000. Não quer dizer que não haja dinheiro envolvido nesta situação.

Se, por um lado, a Nvidia tem vindo a limitar esta actividade porque tem criado problemas de fornecimento e disponibilidade das suas placas gráficas, ao mesmo tempo que banaliza os avanços técnicos das gerações de gráficas, por outro, a Nvidia não quererá que informação sensível seja divulgada. Veremos o que decide fazer nos próximos dias.