Cinco meses depois, a Embracer encerra a Square Enix Montréal

13

Conforme anunciámos em Maio, o gigante Embracer Group adquiriu vários “braços” criativos da Square Enix na América do Norte. Cinco meses depois, um deles, a Square Enix Montréal, foi marcada para encerramento.

Nem sempre a aquisição de um estúdio por parte de uma mega-corporação são boas notícias a longo prazo. O histórico de aquisições que só acontecem para obter direitos sobre franquias para as entregar a outras produtoras, tornando os estúdios originais obsoletos depois disso é vasto.

Embora o anúncio tivesse sido em Maio, a aquisição só foi dada como concluída em Agosto. Por isso, a notícia avançada pelo site Bloomberg é, no mínimo, surpreendente porque a decisão foi tomada menos de dois meses desde a aquisição ser concluída. Ao que parece, o encerramento do estúdio deve-se a uma mudança de estratégia por parte do grupo nórdico.

Ao que parece, a recente reorientação do grupo Embracer será “apenas” para os jogos nas plataformas PC e consolas. Considerando que o estúdio em causa, entretanto renomeado Onoma pelas razões óbvias, foi responsável por jogos como Hitman Go ou Lara Croft Go e vários outros para dispositivos móveis, o fim parecia inevitável. Apenas ninguém esperava que fosse algo tão repentino, inclusive o estúdio que tinha alterado o nome em antecipação do negócio com a Square Enix.

Em reposta, o site Games Industry.biz falou com um dos gestores do grupo Embracer, Phil Rogers, que falou numa “decisão difícil” e acrescentando que espera “encontrar posições” para os membros da equipa do estúdio extinto. O site Bloomberg avança que alguns serão integrados no estúdio Eidos, também em Montréal, Canadá.