Censura remove jogo do Steam, mas Harvard preserva-o

27

Um título curioso, para uma história curiosa. Devotion é um jogo independente, criado pela produtora Red Candle de Taiwan. Foi recentemente removido do Steam por razões claramente políticas. Mas, a prestigiada Universidade de Harvard vai preservá-lo.

Até que ponto vai a influência política do Governo Chinês? Uma vez mais aí está a sua intervenção numa empresa estrangeira a fazer-se sentir. Não é novidade que os jogos façam menções ou críticas a governantes, por vezes em tom de chacota ou ofensivo. Contudo, quando se toca no Presidente Chinês Xi Jinping, parece que a liberdade de expressão termina abruptamente.

Este título de terror Devotion, ao que parece, faz chacota do Presidente Xi por o associar à figura da banda desenhada, Winnie the Pooh (mais informação no site Know Your Meme). Também haveria um “easter egg” em que um talismã amaldiçoaria todos os residentes da China continental. Recordamos que existe uma tensão política de longa data entre Taiwan e a China, disputando a sua autoridade no território.

O resultado destas inclusões foram meta-análises profundamente negativas no Steam por parte dos jogadores Chineses. E, apesar de um pedido de desculpas público da produtora, alegando mesmo um “acidente” na produção que deixou esta “arte controversa” em jogo, Devotion foi mesmo removido do Steam depois de tanta pressão.

Mas, nem tudo são más notícias. A Universidade de Harvard decidiu preservar este jogo na sua biblioteca Yanjing dedicada a arte da Ásia Ocidental, ao lado de outro jogo da mesma produtora, Detention. A produtora reconhece que esta situação “não é a ideal” mas garante que estão “ainda por cá e nada muda”, estando a produzir jogos “com a mesma paixão”.

Recordamos que esta censura velada vinda da China, até mesmo no universo dos eSports, tem vindo a criar mal-estar entre as comunidades de jogos. Existem mesmo algumas regras e directrizes específicas que visam evitar certos comentários ou representações em alguns meios. E, regra geral, essa repressão encontra oposição directa nos jogadores e produtores, muitos deles tornados activistas por causa destas situações.