Aviso para as Steam Deck que podem sobreaquecer na vaga de calor

15

Com as temperaturas tão elevadas por toda a Europa, alguns utilizadores da consola Steam Deck estão a reportar situações de sobreaquecimento. A Valve confirma que a consola poderá ter dificuldades neste clima.

Quando um equipamento de alta tecnologia debita a sua máxima performance, normalmente emite calor. Regra geral, a engenharia de desenvolvimento concebe sistemas de refrigeração, quase sempre ventoinhas e condutas para o dissipar. Mas, o que fazer quando o próprio clima exagera?

É que o calor é inimigo da boa performance em qualquer dispositivo electrónico. E em alguns casos, se for ultrapassada a temperatura máxima que o dispositivo consegue dissipar, surgem problemas. É o caso das consolas portáteis. Depois da Nintendo avisar os utilizadores da Switch, também a Steam Deck mereceu agora um aviso sério da Valve:

Segundo a produtora, a consola estará na sua performance óptima entre os 0º C e os 35º C. Acima destes valores, a consola poderá reduzir a sua performance de modo a proteger-se. Ainda assim, há uma salvaguarda. Até 105º C o APU da consola continuará a funcionar bem, só acima desta temperatura é que o Chip se protege de danos, por desacelerar.

Notem que no Tweet acima é dito que o chip se protege a si… e a vocês. É que o risco maior de um chip sobreaquecido é que a elevada temperatura provoque queimaduras ou, pior, sobreaqueça também a bateria e possa desencadear uma explosão. E não é inédito vermos dispositivos móveis explodirem em bolsos por causa de sobreaquecimento.

Como não é possível simplesmente “desligar” estas temperaturas, recomenda-se que nos picos de calor se faça uma pausa com estes dispositivos. Também devem evitar usá-los enquanto carregam, uma vez que essa carga também gera alguma temperatura acima do desejável.