Anthem muda esquema de actualizações

92

Ainda se lembram de Anthem? Devia ter sido o “regresso à boa forma” da Bioware, mas caiu num vazio criativo que afastou muitos jogadores. Ainda assim, a produtora pretende dar continuidade ao jogo, alterando o esquema de actualizações de conteúdo.

Quantas pessoas ainda jogam este título? Só a Electronic Arts e a Bioware saberão ao certo. Ao que parece, serão ainda suficientes para justificar uma contínua abordagem ao jogo com novo conteúdo e melhorias nos próximos meses. O mais recente evento no jogo, Cataclysm, está a chegar ao fim e a produção precisa encontrar um novo rumo.

Por isso, a Bioware promete uma “reavaliação profunda” deste título, revendo os problemas crónicos da sua base. Segundo Chad Robertson, director dos serviços Live da Bioware, escreveu no Blog da produtora, o esquema de actualizações por Actos, que provou ser moroso e aquém do esperado, será posto de parte. No seu lugar a equipa irá apostar em actualizações sazonais ao longo do ano, com novo conteúdo, desafios e outras actividades regulares para manter o interesse dos jogadores.

Para isso, a Bioware vai continuar a disponibilizar os servidores de testes (Public Test Servers, ou PTS) onde continuará a revelar em primeira mão as novidades a chegar ao jogo em ou ainda em produção. Com estes servidores dedicados a testes, a produção promete também mais ajustes no combate, balanceamento na economia e recompensas, entre outras melhorias para aprimorar a jogabilidade.

Anthem teve imensa promessa e mostrou-se sempre como um projecto ambicioso, mesmo sendo de um género (looter-shooter) em que a Bioware não tinha mostrado ainda competência (não mencionem os modos PvE de Mass Effect, por favor). Entretanto, o foco parece ter-se perdido algures no tempo. O jogo não parecia nada do que foi prometido e mostrou-se francamente vazio de conteúdo, com um End Game igualmente oco.

Ao longo dos tempos, temos visto o interesse dos jogadores a desvanecer, muito por culpa de algumas decisões pouco convencionais (que muitos defendem vir da própria editora EA) e dos imensos atrasos na chegada de Cataclysm, desapontando em conteúdo. Será preciso uma grande transformação na jogabilidade, na adição de conteúdo apetecível, nas lógicas e  mecânicas falíveis de jogo, de modo a recuperar o interesse da comunidade desapontada. Vejamos se a Bioware está à altura dessa tarefa.