Actualização 1.2 de Cyberpunk 2077 adiada

22

Depois de dias turbulentos, entre processos em tribunal e ataques de piratas informáticos, as coisas ainda não estabilizaram, nem para a produtora CD Projekt RED, nem para Cyberpunk 2077. A tal prometida actualização 1.2 já não vai acontecer na data prevista.

O estúdio alega que foi mesmo o tal ciber-ataque que causou o atraso. A alegação é que, por causa da documentação roubada e os servidores terem sido comprometidos, assim como a dimensão da própria actualização, fazem com que a equipa precise de “mais tempo”. Entende-se perfeitamente que um ataque informático obrigue a sérias revisões na infraestrutura, contudo, recordamos que a CDPR já tinha dito que tinha backup da informação e que “nada” se tinha perdido.

A actualização 1.2 não tinha dia específico para ser lançada, mas estava prevista para a segunda metade de Março, de acordo com o plano partilhado publicamente. Esta actualização era considerada muito importante, uma vez que foi descrita como uma “grande” melhoria geral para o jogo, com uma bateria de correcções de bugs e de optimizações de performance. Basicamente, o que poderia trazer os jogadores de volta e voltar a colocar o jogo à venda na PlayStation Store.

A anterior actualização 1.1 deu importantes passos na melhoria do jogo mas não foi suficiente. Este é só mais um sério revés para a CDPR e para Cyberpunk 2077, que ainda hoje sofre críticas por causa do lançamento descuidado de um jogo francamente pouco polido, com imenso erros, bugs e glitches, com jogadores e até investidores a sentirem-se defraudados. Isto, após meses de adiamentos consecutivos e muitas (demasiados) promessas da produção.