Activision anuncia milhares de contas banidas por batota

51

Certamente recordam que com Call of Duty: Vanguard, a Activision estreou um novo programa de protecção contra batotas. O programa Ricochet também já chegou ao gratuito Call of Duty: Warzone e os resultados estão à vista.

O Ricochet da Activision pode ser pouco mais que uma grande manobra de marketing, mas parece estar a funcionar. Se um jogador for banido com este programa, não apenas a sua conta é banida, nem sequer apenas só o seu endereço online (IP), o próprio hardware é banido ao nível mais profundo (Kernel) tornando infrutíferas as tentativas dos banidos de regressar. Teriam de comprar um novo jogo, criar uma nova conta e usar outro PC diferente noutro endereço online.

Segundo a Activision reporta, mais de 48 mil contas já foram banidas nos jogos Call of Duty com este serviço activo. As batotas usadas em jogos de acção, são já um clássico. Wallhacks que permitem ver jogadores através das paredes, Aimbots para disparar sempre certeiro mesmo sem mirar e outros exploits vão sendo criados, descobertos, bloqueados e recriados, num ciclo interminável, criado para os que não têm “kit de unhas” para as lides online.

Medidas como estas não são apenas uma “chatice” para os batoteiros, defendem o tempo e dedicação dos demais que tentam jogar legitimamente. Certamente nem todos os batoteiros serão encontrados mas é um princípio.