A troca de jogos no PS Plus neste mês surpreendeu a Konami

201

Conforme anunciámos, a Sony Interactive Entertainment havia anunciado PES 2019 como um dos jogos em oferta no PlayStation Plus em Julho. Contudo, à última da hora, a Sony decidiu trocá-lo por Detroit: Become Human, que trazia consigo Heavy Rain.

Na altura, a alteração, que nos recordemos inédita, gerou uma onda de estupefacção, sobretudo entre os jogadores que se preparavam para receber um dos melhores jogos de futebol dos últimos tempos, ainda por cima com PES 2020 ao virar da esquina. Uma das hipóteses levantadas, seria que a Konami, a produtora e editora do jogo, pudesse, de alguma forma, ter travado a publicação do jogo no PS Plus de forma gratuita para os seus subscritores.

Mas, ao que parece, não foi mesmo algo forçado pela produtora/editora nipónica. De acordo com o site Gamespot que contactou os responsáveis da Konami, “a decisão foi da Sony”. Também a própria equipa de produção manifestou perplexidade, com o director da marca, Lennart Bobzien, a dizer que soube do facto “de manhã, quando liguei o meu portátil”.

Ou seja, cada vez mais nos parece uma decisão unilateral, com um timing incrivelmente suspeito, durante estas semanas que a Quantic Dream tem vindo a lançar os seus jogos (Heavy Rain, Beyond e Detroit) no PC. Não conseguimos acreditar que seja uma manobra de retaliação intencional, uma vez que seria algo fora de carácter para a Sony. Mas, é suspeita na mesma e pode, de facto, afectar as vendas da produtora e editora francesa.

Por outro lado, os subscritores do PS Plus estão divididos nesta decisão brusca. Uns porque já tinham estes jogos exclusivos da PS4, outros porque se sentiram enganados pela comunicação dada pela Sony. Há ainda outros que gostariam de ter experimentado PES 2019, num ano em que FIFA Football (ainda) deu cartas.

Contudo, há aqui uma hipótese mais plausível que envolve terceiros. O que é óptimo para os jogadores, pode não ser para a própria Sony. Enquanto que uns podem ver uma excelente manobra de angariação de jogadores, ao oferecer PES 2019 quando PES 2020 está a caminho, inclusive com uma demonstração, outros podem ver aqui uma manobra desleal (leia-se, “a EA Sports pode não achar piada”).