Não é certamente um acessório essencial, mas acompanha um conceito de ergonomia relativamente popular. Diversos comandos de consola possuem já botões adicionais na sua traseira, trazendo mais opções de controlo aos jogadores. A Sony não quis ficar atrás nessa tendência e lançou, não um comando novo, mas o Back Button Attachment, um acessório interessante para o comando DualShock 4 na PlayStation 4.

Se leram as nossas análises recentes aos comandos PS4 licenciados Thrustmaster eSwap Pro Controller e Nacon Revolution 2, notarão que os botões traseiros fazem parte da oferta, assim como aparecem numa vasta selecção de outros comandos “aftermarket” de várias marcas. Com as consolas, regra geral, temos sempre comandos simples, com os botões, controlos e sensores padrão. Se quiserem algo mais elaborado, terão sempre de optar por um desses comandos orientados para os jogadores mais sérios, e com preços a condizer. Contudo, o DualShock 4 é ainda hoje considerado um dos melhores comandos para consola, vencedor de vários prémios de ergonomia. Assim, sem mexer no design geral do periférico, só mesmo um acessório poderia adicionar esta funcionalidade tão popular.

Se ter botões adicionais na parte traseira do comando é útil, é uma questão perfeitamente subjectiva e depende da forma de jogar de cada um. A ideia é que os botões L1 e R1 e os gatilhos L2 e R2 são usados com os dedos indicadores e/ou médios. Mas os dedos anelares e mindinhos de ambas as mãos também poderão ajudar na operação. Obviamente, tudo depende das capacidades motoras dos próprios jogadores. Regra geral, estes não são dedos muito usados nas nossas actividades, sendo na maior parte das vezes meramente auxiliares.

Ainda assim, uma vez activada essa capacidade motora, ter mais um par de funções disponíveis é sempre útil. E também acredito que estes botões confiram algum apoio hipotético para quem tem dificuldades motoras. Usando uma só mão, é possível que algumas funções, mesmos as mais básicas, sejam difíceis de fazer. Por isso, é bom ter a capacidade de, por exemplo, usar um botão direito traseiro, de modo a emular o L2 para mirar, usando à mesma o gatilho R2 para disparar. Não resolve, obviamente, os problemas todos mas, é uma boa ajuda para quem tem necessidades especiais, sem dúvida.

Muitos comandos possuem opções de botões traseiros em palhetas ou switches que considero pouco práticos em algumas ocasiões. Alguns modelos, como os que já mencionei lá em cima, optaram por botões fixos. Esta opção de design, de certa forma, torna a sua operação mais acessível, quanto a mim. E este é também o conceito deste dispositivo para o DS4. Na sua base, temos dois grandes botões laterais que ocupam uma boa parte da extensão da traseira do comando. São amplos quanto baste para serem operados pelo dedo anelar ou pelo mindinho. A activação dos botões dá-nos um pequeno clique suave e silencioso para nos dar o necessário feedback.

Confesso que essa dimensão dos botões nem sempre foi positiva, carregando inadvertidamente nos mesmos algumas vezes, por exemplo, ao pousar o comando no colo. É que nas extremidades, os botões curvam um pouco para fora, acompanhando a dobra da pega do DS4. Até ajuda na posição dos dedos, é certo, mas parece-me um pouco grande demais. Também a sua base circular, onde possui o pequeno ecrã digital (que já falarei a seguir), me parece um tanto exagerada, até porque o ecrã no centro é relativamente pequeno. Estas dimensões algo exageradas acabam por não interferir com a operação em si, mas este dispositivo podia ser um pouco menor, quanto a mim.

A ligação ao comando é feita por encaixe na zona de ligação dos auscultadores. Tem um pequeno bypass para não desabilitar a tomada Jack de 3.5mm, transferindo-a para a base frontal do dispositivo. A instalação é fácil com a pequena tomada interior móvel para encaixar na perfeição. Atrás dos botões está uma superfície de borracha para garantir que nada vibra ou se desloca inadvertidamente. Uma vez montado, não há quaisquer oscilação ou deslocação possível. É mesmo preciso alguma força para o remover. Não precisam de drivers ou software para adicionar na PS4, proque toda a possível configuração é feita no próprio dispositivo, usando a base circular que possui um pequeno ecrã digital com um enorme botão de activação transparente.

É aqui (e apenas aqui) que programamos este pequeno dispositivo. Pressionado este botão circular, acende o ecrã e pressionando os respectivos botões laterais, podem escolher ciclicamente uma de 16 funções possíveis do DS4, inclusive os botões Options, Share ou D-pad. Tem uma memória até 3 programações diferentes neste dispositivo, bastando um pressionar longo no botão circular para comutar entre elas. Infelizmente, não é possível fazer combinações de teclas (combos), o que considero uma perda de oportunidade tremenda. Talvez precisássemos de um software mais elaborado para o efeito e a Sony quisesse manter as coisas simples neste ponto.

Veredicto

Não há muito mais a dizer sobre o o DualShock 4 Back Button Attachment. É um conceito interessante de “addon”, não só pela sua facilidade de programação como pela sua ergonomia. Não creio que este pequeno dispositivo venha a revolucionar muito a forma como jogam na PS4, mas sem dúvida que segue uma tendência de ergonomia. Há muitos jogadores que vão tirar proveito de dois botões extra na traseira. Infelizmente, não é possível programar “combos”, sendo essa a sua principal falha. E considero o preço um tanto elevado (29,99€) para o que oferece. Contudo, pela facilidade de uso e porque pode até dar alguma vantagem, sobretudo para os jogadores mais competitivos, só posso recomendá-lo para quem quer melhorar (ainda mais) o seu DualShock 4.