Throwback WASD – Esta semana de Julho em 2018

12

“Throwback Thursday” é uma popular tendência na Internet que certamente já devem conhecer. É principalmente usada nas redes sociais, onde os utilizadores partilham à Quinta-Feira uma publicação nostálgica de uma diferente era da sua vida. Esta nova rúbrica tem o mesmo intuito.

Tendo em conta que já contamos com uma década de artigos, será interessante revisitar alguns dos mais antigos e, assim, conhecermos a evolução de um determinado jogo, relembrar anúncios de  títulos marcantes e, quem sabe, sugerir novos jogos para experimentarem.

Fallout 76

Foi por esta altura que surgiu o anúncio de Fallout 76. E o título estava a dar que falar devido à sua grande ambição. Afinal de contas, estava prometido um MMORPG com o universo pós-apocalíptico de Fallout. A sua versão beta foi anunciada nesta semana, em 2018, ocorrendo depois no mês de Outubro, apenas um mês antes do seu grande lançamento.

Apesar de ser um dos jogos mais esperados desse ano, o sucesso ficou aquém do esperado e o número de vendas reflectiram isso mesmo. Na nossa análise, dissemos que Fallout 76 “precisa de correcções”, mas tem “todos os ingredientes que tanto gostamos, com as devidas cedências, é certo”. A Bethesda continuou empenhada e muito atenta a todas as críticas dos imensos erros que foram detectados nos primeiros dias, o que resultou numa actualização de 48GB para limar todas as arestas.

Em 2019, lançou uma subscrição “Premium” e criou a sua versão de Battle Royale com a expansão Nuclear Winter. Fallout 76 continuou a sua caminhada e em 2020 lançaram a expansão gratuita Wastelanders com o intuito de chamar novamente os jogadores. E a verdade é que os jogadores voltaram e açambarcam o papel higiénico.

Fallout 76 foi lançado no dia 14 de Novembro para PS4, Xbox One e PC e pode ser jogados na nova geração de consolas através da retrocompatibilidade.

Nintendo Labo

Neste mesmo mês a Nintendo revelou o terceiro kit do Nintendo Labo. Este foi o último kit lançado em 2018 para este projecto que a gigante nipónica apresentou como uma nova forma de jogar. O Nintendo Labo foi criado a pensar nas faixas etárias mais baixas com interessantes kits de construção em papelão para montar e ajudar a puxar pela imaginação. Uma mistura entre a componente didática e o lúdica, ideal para o ambiente familiar.

Os kits ainda são vendidos à unidade, mas também podem ser comprados em conjunto com o Variety Pack. Este bundle traz cinco projectos diferentes mas também uma casa e dois carrinhos para controlar à distância. O segundo conjunto é o Robot Kit, que traz uma enorme mochila com controlos e mecanismos desenhados para fazer o jogador controlar um autómato. Um jogo que nos lembrou imenso o Project Giant Robot que a Nintendo mostrou em 2015 para a Wii U.

O terceiro kit foi dedicado a veículos, com a possibilidade de construir um volante, joystick ou um comando específico para dirigir um submarino. Por fim, mas só em 2019, foi revelado um kit de Realidade Virtual, uma ideia semelhante ao Google Cardboard que permitiu jogar título como Breath of the Wild e Super Mario Odyssey em modo VR.

Apesar do seu grande potencial a verdade é que a Nintendo não criou mais kits Labo e, honestamente, não sabemos dizer o porquê. Se tiverem curiosidade, os kits rondam em média os 50€ e são exclusivos da Nintendo Switch.

The Persistense

Por esta altura estávamos empenhados no mundo virtual de The Persistense. Um roguelike de terror com acção furtiva e na primeira pessoa, que decorre a bordo de uma nave espacial que dá o nome ao jogo. Toda a acção tem lugar no ano de 2521, quando a missão acaba de chegar a uma estrela que está a 17.000 anos luz da Terra. A bordo, encarnamos o papel de Zimri Eder um antigo segurança desta nave que, subitamente, se vê em apuros para sobreviver a uma horda de mutantes.

O que nos cativou neste título foi a sua inspiração em jogos como System Shock, Dead Space e filmes como Alien. Não esquecer que é necessário jogar com PlayStation VR, dando outro nível à imersão.Este título apresentou boas ideias, tanto a nível de história com jogabilidade.

Na nossa análise terminámos dizendo que “a produtora conseguiu aplicar muito bem o estilo roguelike num jogo de terror e toda a atmosfera, o combate e a história intrigante, funcionam muito bem na Realidade Virtual.” 

Uma das ideias que gostámos bastante, foi a possibilidade de um amigo entrar no jogo e interagir em tempo real através de um dispositivo móvel. Era possível destacar partes do ambiente, atrair inimigos e descobrir objectos coleccionáveis. Contudo, em vez de ajudar, era possível também fazer exactamente o oposto, chamando a atenção dos inimigos para nós, fechar portas que precisamos abrir ou controlar as luzes para nos dificultar a vida. Aí sim, a diversão era garantida.

PES 2019

O conhecido PES, que recentemente sofreu um rebranding para eFootball, estava prestes a receber a sua edição 2019 e nós fomos conhecer o jogo num espaço criado para o efeito, em pleno centro de estágios da Federação Portuguesa de Futebol. A apresentação do jogo foi conduzida por Lennart Bobzien, o Brand Manager de PES na Europa, que se fez acompanhar por Kei Masuda, produtor assistente de PES 2019.

Depois de conhecidas todas as novidades do jogo, incluindo a Liga NOS Portuguesa e as importantes alterações ao MyClub, foi a vez de pegar no comando e conhecer em primeira mão PES 2019. As nossas primeiras impressões indicavam uma “simulação e interacção com o jogo está melhor que nunca”, acrescentando ainda ser “absolutamente fantástico o espectáculo criado por algumas jogadas”.

A nossa expectativa ficou bastante alta e quando o jogo foi finalmente lançado, escrevemos este veredicto: “O grande apelo deste PES 2019 é a inclusão de novas ligas, onde se inclui a nossa Liga NOS. O que só nos deixa felizes por finalmente poder jogar a nossa liga inteira e totalmente em Português. (…) Contudo, é nos pormenores com a bola no pé que o novo Pro Evolution Soccer realmente se mostra. Pode não ter tanto conteúdo mas, no campo, é um dos melhores simuladores de futebol que poderão jogar.” PES 2019 foi lançado no dia 29 de Agosto para PS4, PC e Xbox One.

Chegamos assim ao fim de mais um artigo nostálgico. Não percam a próxima Quinta-feira, quando regressarmos com mais uma data para recordar.