Reportagem – 5ª edição dos Prémios PlayStation Talents

94

Foi novamente no Suspenso, um espaço para eventos no centro de Lisboa, que decorreu ontem mais uma edição da cerimónia de prémios PlayStation Talents. Mais uma vez, o Melhor Jogo Independente de 2019 neste programa recebeu o reconhecimento e apoio da Sony Interactive Entertainment. Mas, há mais vencedores.

O actor e apresentador Diogo Valsassina, conhecido do recentemente estrado programa online Modo PlayStation, regressou para apresentar todo o evento e a manter a boa disposição ao longo da tarde. Para esta caça anual de talentos da Sony Interactive Entertainment Portugal, foram encontrados os melhores jogos independentes em oito categorias diferentes. Categorias, essas, que vamos conhecer de seguida, assim como os seus respectivos vencedores.

O Prémio da Imprensa foi entregue por João Lopes e Nuno Casaca da Sony interactive Entertainment Portugal ao título Prism Seekers do estúdio Biga Forti. Este é um título de plataformas em duas dimensões, jogado em modo cooperativo e onde duas personagens com diferentes habilidades tentam devolver a cor ao mundo.

O prémio Melhor Jogo Infantil foi apresentado pelo Dr. Ruy de Carvalho, responsável pela Sociedade Portuguesa de Arte-terapia e foi entregue ao jogo Controller King do estúdio Not A Game Studio. Este jogo de ritmo leva dois jogadores a partilhar o mesmo comando DualShock 4 através de um duelo divertido.

O prémio de Melhor Arte foi dado por Rogério Ribeiro do Fórum Fantástico ao título Blattaria do estúdio Protolith. A distinção deste título não é ao acaso, uma vez que Blattaria é um jogo de aventura point ‘n click desenhado totalmente à mão. Em jogo, está uma pequena barata à procura do seu pai.

O prémio para o Jogo Mais Inovador foi apresentado por Bernardo Gaeiras da Fab Lab Lisboa ao fantástico Chronos da Team Chronos, um jogo que temos vindo a acompanhar com algum interesse aqui no WASD. Para quem não conhece, este é um título de plataformas desafiante com interessantes mecânicas de manipulação do tempo.

O prémio de Melhor Narrativa foi apresentado por Filipe Homem de Sá e foi dado a Little Goody Two Shoes do estúdio Astralshift. Este título coloca os jogadores na pele de Elise, num RPG de fantasia que decorre ao longo de uma semana. Neste jogo, as decisões  são tomadas pelos jogadores e têm consequências na história.

O prémio de Melhor Utilização Das Plataformas PlayStation foi apresentado por Marco Bettencourt da RedCatPig Studios. o grande vencedor da última edição com o jogo Keo. Este prémio foi entregue ao jogo Prism Seekers do estúdio Biga Forti, tornando-se assim também o segundo prémio da noite para o estúdio.

O Prémio Especial, que este ano substituiu o prémio de Melhor Jogo Competitivo foi apresentado por Prof. Bruno Silva da Universidade Europeia – IADE. Foi entregue a Back Then do estúdio Outriders & RP Studios. Um título que falaremos já de seguida.

Quanto à distinção máxima, como é tradição, fica mesmo para o fim. O prémio de Melhor Jodo do PlayStation Talents foi entregue por Liliana Laporte e Jorge Huguet da Sony Interactive Entertainment ao já mencionado Back Then da equipa Outriders & RP Studios. Este é um título que aborda a doença Alzheimer de uma forma peculiar. Para terem uma ideia do motivo de ser considerado o melhor deste evento, fiquem com o trailer da Alpha.

Back Then possui um estilo narrativo de exploração na primeira pessoa. Mas, ao contrário dos jogos deste género, passa-se num lar de idosos onde o protagonista é uma pessoa com Alzheimer confinada numa cadeira de rodas. Tudo se passa em torno das suas memórias intermitentes, dando um conceito interessante ao nível da narrativa. Em breve, este título ficará disponível da na PlayStation Store para compra.

O Melhor Jogo de 2019 não só recebeu esta grande distinção como também recebe um prémio monetário de 10.000€ para a ajuda ao desenvolvimento, consolas de desenvolvimento (Dev Kit), um espaço em Lisboa para trabalhar e evoluir o seu projecto durante 10 meses e, no final do seu desenvolvimento, este título será também publicado pela SIE na PlayStation Store.

Para finalizar, resta-nos dar os parabéns à Sony Interactive Entertainment Portugal e aos representantes Ibéricos por mais uma oportunidade priviliegiada para apromoção de talento nacional. Obviamente, damos também os parabéns a todos os participantes pelos seus projectos finalistas e, obviamente aos premiados. Ficamos à espera de ver e analisar os vossos jogos.