Recordar: Ralph Baer

1564

Faz hoje dois anos, que Ralph Baer, o engenheiro e inventor da primeira consola, nos deixou com os seus 92 anos de idade. Sendo considerado como o Pai dos videojogos, não poderíamos deixar de relembrar o seu trabalho. De certa forma, é também um agradecimento, porque sem ele não estaríamos aqui a escrever para vocês. 

Tudo começou quando Baer trabalhava para a empresa Sanders Associates Inc., onde idealizou e criou o primeiro conceito para um aparelho que pudesse ser ligado à televisão para jogar. Com os seus colegas Bill Harrison e Bill Rush, Ralph chegou a criar vários protótipos de jogos entre os anos 1967 e 69. Posteriormente, esta equipa criou a mítica “Brown Box”, a consola que foi licenciada à Magnavox e, mais tarde, em 1972, foi lançada para o mercado com o nome Odyssey. Com ela, era possível jogar 12 jogos diferentes, entre eles o famoso Pong e um outro jogo cujo objectivo era acertar em alvos com a ajuda de uma LightGun.

Numa entrevista feita à cerca de 5 anos, Ralph mostra-nos um poucos as suas criações e fala-nos que o seu trabalho é como o de um pintor. Acham que um pintor se reforma? Claro que não, faz tudo por gosto e Ralph Baer também era assim. Nos seus 90 anos, continuava a “brincar” com a electrónica, como podem ver na entrevista.

Nascido na Alemanha em 1922, Ralph Baer emigrou para o EUA com a sua família em 1938. Em 1940, depois de acabar a sua licenciatura no Instituto da Radio Nacional como técnico, Baer serviu o exército americano durante a segunda guerra mundial. Foi só em 1956 que começou a trabalhar na Sanders Associates como gestor da divisão de design de equipamentos, onde mais tarde idealizou a tal “Brown Box”.

Em 2006, Baer doou os seus protótipos, esquemas e notas ao Smithsonian – Museu Nacional de História Americana e, no mesmo ano, foi galardoado com a medalha nacional de tecnologia pela sua criação pioneira, desenvolvimento e comercialização de vídeo jogos. Segundo o seu site pessoal, Baer detém mais de 150 patentes tanto nos Estados Unidos como no resto do mundo. Entre elas, pode-se encontrar o conhecido jogo electrónico “Simon”.

Ao Ralph Baer, um grande obrigado por criar toda esta indústria!