Desafio Gamer 250 Dias: Dia 20 – Skyrim

1886

Dia 20 – Um game para “viajar” jogando

Um jogo que me abstrai completamente da realidade e coloca-me no seu próprio mundo é sem dúvida o Skyrim! Quantos de vocês já não pensou como seria viver num mundo repleto de mistérios, dragões, espadas e magias? Skyrim tem isso e muito mais! É o quinto título da série The Elder Scrolls, criada pela produtora Bethesda desde 1994. Inicialmente o primeiro The Elder Scrolls tinha sido pensado para ser um jogo sobre um guerreiro de arena, mas durante o desenvolvimento o jogo evoluiu para um Role Playing Game de sucesso. 

Skyrim não foge à regra de sucesso da série. Esteve em desenvolvimento três anos e meio e custou um total de 85 milhões de dólares à produtora, no entanto, logo nas primeiras 48 horas conseguiu vender um total de 3.5 milhões de unidades e ao fim de uma semana rendeu à produtora 450 milhões de dólares com as 7 milhões de cópias vendidas, entre elas 59% são da Xbox 360, 27% da PlayStation 3 e os restantes 14% da versão de PC. Foi o primeiro jogo ocidental a receber nota máxima na conceituada revista japonesa Famitsu, recebeu 3 prémios incluindo o jogo do ano em 2011 e não posso deixar de dizer que é a analise mais lida no WASD!

Skyrim situa-se na parte norte do mundo Tamriel, fazendo fronteira com outras províncias bastante conhecidas como Morrowind, Cyrodill, Hammerfell e High Rock.
Skyrim, é composta por cinco grandes cidades, bastantes vilarejos, grandes extensões selvagens e montanhas. Cada vilarejo e cidade tem a sua própria economia onde o jogador por sabotar ou manipular.
A personagem controlada e criada por nós é o último Dragonborn, o único tipo de guerreiro capaz de eliminar dragões e tem como principal objectivo impedir que Alduin de ressuscitar outros dragões e destruir Skyrim.
Alduin foi o líder dos dragões que dominavam o mundo e escravizavam todos os seres humanos até ter sido derrotado por nórdicos. Com a sua derrota, muitos anos antes dos acontecimentos de Skyrim, os outros dragões também começaram a serem derrotados. Ao longo do jogo vão surgindo dragões nas zonas selvagens de Skyrim, são cerca de 150 dragões espalhados pelo mapa do jogo.

Contudo Skyrim não se fica por aqui, ao longo das mais 300 horas de jogo, encontrarão também orcs, elfos, gigantes, vampiros e lobisomens. É um autêntico mundo repleto de criaturas mitológicas e fantasia que consegue teleportar qualquer um para dentro do jogo e nem dar conta pelas horas passar. E vocês já chegaram ao fim desta aventura?


Se não perceberam o desafio leiam aqui a explicação.