Desafio Gamer 250 Dias: Dia 11 – Day of the Tentacle

1617

Dia 11 – Um game que fica na cabeça

O incrível Day of the Tentacle é o jogo que me ficou gravado na cabeça, um jogo de aventura criado pela LucasArts na época que os jogos  point and click dominavam tudo e todos. Aqui a história é a própria jogabilidade ou seja, vai obrigar-vos a pensar “out-of-the-box” e a usar os objectos que vão encontrando pelo cenário para atingir um objectivo e ao mesmo tempo conhecer o desenrolar da história, mas Day of the Tentacle tem uma particularidade interessante – terão de usar exaustivamente a viagem no tempo. 

Uma das criações medonhas do Dr. Fred Edison, o tentáculo Roxo bebe água radioactiva e acaba por sofrer uma mutação que o proporciona dois braços e um desejo de dominar o mundo. Bernard, uma das personagens de Manic Mansion e os seus amigos Hoagie e Laverne tentam voltar atrás no tempo, através de uma máquina do Dr. Edison, para impedir que o tentáculo roxo bebesse a água, mas devido a uma imitação rasca de um diamante, um elemento fulcral para a máquina do tempo funcionar, falha e separa os três amigos em tempos diferentes.

Hoagie, volta 200 anos atrás no tempo e encontra figuras históricas como George Washington e Benjamin Franklin. Laverne avançou 200 anos no futuro onde o tentáculo já tinha dominado o mundo e a raça humana passou a ser como animais de estimação. Bernard permaneceu no presente e conta com a ajuda do tentáculo verde, outrora amigo do roxo.
Para trazer os amigos de volta para o presente será necessário encontrar um diamante puro para que a máquina do tempo funcione sem falhas, mas não será fácil. Ao longo do jogo terão de passar certos objectos entre amigos, por exemplo podemos entregar um diagrama do tentáculo a Betsy Ross (norte-americana que julga ter criado a primeira bandeira americana) e Betsy acaba por criar uma bandeira muito semelhante a um tentáculo onde Laverne, no futuro, usa como disfarce para andar comodamente pela mansão repleta de tentáculos.

Curiosidade: O primeiro jogo, Maniac Mansion, pode ser jogado na integra usando um computador no quarto de Weird Ed.

A jogabilidade é a mesma de todos os jogos de aventura da época. A história é excelente e proporciona grandes momentos de diversão que vos deixa ocupados e entretidos do início ao fim. Técnicamente os gráficos estão incrivelmente bem desenhados, com um aspecto cartoon.
É sem dúvida um jogo que todos deveriam jogar!

Se não perceberam o desafio leiam aqui a explicação.