Curiosidades sobre a Playstation

2651

A palavra Playstation é incontornável quando se quer falar de consolas e até mesmo de jogos. A História da Playstation e a forma como a Sony entrou na Indústria “foram tudo menos directas”, no entanto com preserverança e vontade de vencer o nome Playstation é agora símbolo de entretenimento e sucesso. Ao todo são três as consolas da Sony e mais do que a história, neste artigo de três partes, vamos mostrar algumas curiosidades sobre elas. Algumas talvez já conheçam mas outras podem ser uma surpresa. Tudo Isto enquanto esperamos (in)pacientemente pela chegada da Playstation 4 no dia 29 de Novembro.

Sem mais demoras, sabiam que:

A Playstation quase teve uma mascote

polygon-man-600x300

O nome é Polygon Man e ainda apareceu em alguns anúncios a comentar o lançamento de vários títulos para a primeira consola da Sony. Foi no entanto descartado por Ken Kutaragi, antes do lançamento da consola e substituído em anúncios por Sophia do Battle Arena Toshinden, Parappa the Rapper e Crash Bandicoot. Já em 2012 Polygon Man, surgiu como o principal antagonista e boss de fim de jogo em Playstation All-Stars Battle Royale.

No artigo sobre a História da Playstation está muito bem descrito o que se passou entre a Nintendo e a Sony e a reacção da Sega ao lançamento da Playstation. E falando da Sega, sabiam que ainda antes de tentar fazer carreira sozinha:

A Sony tentou juntar forças com a SEGA

Confirmado pelo antigo director da SEGA da America, Tom Kalinske à MCV, Olaf Olafsson e Micky Schulhof terão ido ao seu escritório: “Tom nós não gostamos da Nintendo. Vocês também não. Nós temos um pequeno estúdio em Santa Mónica (Imagesoft) a trabalhar em videojogos e não sabemos o que fazer e precisamos que a Sega treine o nosso pessoal. Achamos também que o sim disco óptico (o percussor do CD-Rom) será o melhor formato.” A SEGA disse que sim e foi criada a produtora Digital Pictures que acabou por desenvolver jogos em full-motion como Night Trap, Sewer Shark e Supreme Warrior. A relação Sony/SEGA estava bastante sólida e ambas concordavam que as próximas plataformas teriam de utilizar um sistema de leitura de discos ópticos. Lado a lado continuaram o seu projecto, constantemente chegando a mais e melhores especificações para o seu sistema de hardware.

No entanto, numa visita à sede da Sony em Tóquio, Ken Kutaragi apresentou uma proposta a Kalinske. “Ele disse que o sistema (ainda hipotético) era óptimo, mas uma vez que todos estamos a perder dinheiro com o hardware, porque não comercializar um sistema único? O sistema de hardware SEGA/Sony e assim o prejuízo que tivermos será dividido entre nós.”
Tudo o que Tom tinha de fazer era convencer os seus superiores. Mas… não correu nada bem. “Isso é uma ideia ridícula, a Sony não sabe devenvolver hardware. Nem sequer sabe desenvolver software. Porque haveríamos de aceitar?” Com uma recusa tão “calorosa” a pobre Sony teve de seguir o seu caminho sozinha e conseguir com a Playstation ser a primeira a atingir as 100 milhões de unidades vendidas. Este número foi ultrapassado depois pela Playstation 2 que conseguiu as 150 milhões de unidades vendidas.

Como se isso não bastasse, a primeira consola da Sony conseguiu também uma enorme lista de jogos. Foram ao todo 2418 títulos, mais do que o conjunto dos da NES, SNES e N64. E desse fantástico leque:

Dragon Ball GT: Final Bout foi o primeiro título da série completamente em 3D

Quem é de da geração de 80 sem dúvida se lembra do furor gerado pela série anime Dragon Ball. Lançado pela Bandai em 1997 e novamente pela ATARI em 2002 chegou à Playstation um título exclusivo desta série, Dragon Ball GT: Final Bout. Aquando o seu lançamento ainda decorria em Portugal a série Dragon Ball Z, deste modo o “GT” lançou toda uma vaga de perguntas sobre o que significava e mais ainda o que iria trazer como novidade. Mais do que tudo este título acabou por servir como um vislumbrar do que viria a depois de Dragon Ball Z. Ficámos a perceber que havia uma rapariga chamada Pan, que havia um Trunks que não era aquele que vinha do futuro ajudar a lutar contra o Cell, que Son Goku aparecia na forma de criança mas com os poderes de adulto e aparecia ainda como personagem secreto no modo Super Saiyajin 4. Isto sem contar com o boss final do jogo que era um enorme Oozaru (forma de macaco gigante) com armadura chamado Baby.

Este título não primou de todo pela jogabilidade que era de facto, bastante tosca. Apesar de ter sido o primeiro título da série completamente em 3D, numa série onde tudo o que vemos é de uma velocidade estonteante, em Final Bout os movimentos dos personagens eram extremamente lentos. Valeu a intro deste título que, de entre todos os que existem até hoje desta série, ainda é considerada como a melhor.

https://www.youtube.com/watch?v=B6iefr1Z_-k

Gran Turismo foi o título mais vendido

Da Polyphony Digital, chegou o primeiro “Verdadeiro Simulador de Condução”, Gran Turismo. Foi lançado em 1997 no Japão mas com o seu nível de conteúdo (178 carros e 11pistas) conseguiu um tal nível de popularidade que foi quase obrigatória a sua vinda para a América e posteriormente para a Europa. Gran Turismo foi o título mais vendido da Playstation com mais de 10,85 milhões de unidade vendidas tornando-se numa das séries mais bem sucedidas da indústria dos videojogos e que passaria a acompanhar a Sony até aos dias de hoje.

Mas também o segundo título da série trouxe uma curiosidade, e bastante peculiar diga-se. Gran Turismo 2 tinha como premissa que era de tal forma real não só na experiência e jogabilidade mas também o próprio cheiro era real. Isso de facto revelou ser verdade nas versões que traziam dois discos, um vermelho e um azul. Enquanto que ao vermelho correspondia o modo arcade, o azul não só abrangia o modo simulador como também tinha a característica de ser scracth and sniff (raspa e cheira). De facto, ainda hoje existem relatos de jogadores que afirmam que ainda conseguem sentir ligeiro odor a borracha queimada, óleo e até mesmo petróleo. Lançado em 1999 na América e Japão e em 2000 na Europa, Gran Turismo 2 garantiu mais uma vez o sucesso da série atingindo os 9,37 milhões de cópias vendidas a 30 de Abril de 2008.

Chegamos assim ao fim deste artigo. Para a próxima vamos abordar a enorme consola que foi a Playstation 2. Continuem a acompanhar o WASD neste mês tão especial que marca a chegada da Playstation 4 e com ela o início de uma nova era no mundo dos videojogos.