Conheci um rapaz que é uma caixa!

1473

Foi no fim-de-semana passado que finalmente tive oportunidade de pegar em Box Boy para a Nintendo 3DS e… Nunca mais o consegui largar. Porquê? Porque conheci um rapazinho muito peculiar. É que, sabem, ele é uma caixa. Eu sei, eu sei, eu pensei na mesma coisa. Mas o que é que há de tão interessante num “puto” que é uma caixa? A minha viagem com o rapaz caixa, Box Boy, começou no primeiro de muitos mundos. Viagem essa que imediatamente foi interrompida por um abismo. “Bom, eu não consigo saltar tão longe!” Pensei eu. Olhei para o rapazinho, que de preocupado, não tinha nada. Se ele quer ficar a olhar para o abismo, pois que fique. Eu, vou-me embora. Nisto, observo que o rapaz começa a tremer. Muito. Pensava eu que estivesse assustado e, quando me preparava para reconfortá-lo, eis que de repente… Choca uma caixa como se uma galinha fosse!

Fiquei perplexo. Ignorando completamente a minha reacção (ou falta dela), tal não foi a naturalidade com que passou por mim que ainda me deixou a pensar que eu é que era o estranho no meio de tudo isto. Depois, acondiciona a caixa de modo a tapar o buraco e fica a olhar para mim, como quem diz: Continuamos? Não pensei duas vezes, claro que continuamos.

Vários foram os mundos por onde temos viajado e as surpresas ainda não pararam de chegar. Sempre que surge um obstáculo, este simpático rapazinho tem sempre algum truque na manga. Por razões que ainda não conseguimos deslindar, consoante o mundo que estivermos a percorrer, o número de caixas que podem ser criadas muda. Estas por sua vez podem ser dispostas de várias maneiras: Em linha recta podemos criar pontes sobre as quais poderemos passar. Já na forma de um L invertido, ele consegue utilizar as caixas para se prender ao outro lado de um abismo e subir por elas, qual pequeno Indiana Jones. Além disso, podem também ser utilizadas como escudo que nos protegem de perigosos lasers, por exemplo. Vários têm sido os obstáculos e os perigos que os acompanham mas o meu amigo não tem receio e eu também não. Somos uma equipa e assim vamos continuar.

A rapidez com que por vezes conseguimos ultrapassar certos obstáculos, permitem-nos alcançar umas coroas que se encontram em determinadas partes do cenário. Quando chegamos ao fim, somos recompensados com pontos que podemos utilizar na loja. Aqui além de livros de dicas sobre como utilizar as caixas de Box Boy, podemos adquirir pacotes de desafios e roupas… As roupas, o que ele gostas de roupas. É tão vaidoso. Agora tem a mania que é rapper. Óculos escuros, boné… Tá bonito isto.

Pelo preço de 5 euros na eShop, Box Boy é um título que não vai deixar nenhum fã de plataformas indiferente. Nesta pequena pérola, criada pela malta da HAL Laboratory Inc., responsável por Kirby, vamos atravessar uma série de mundos, um obsctáculo de cada vez. Não se deixem enganar pelo visualismo algo… Simples, digamos assim. Este é um título que vai muitas vezes fazer-vos puxar pela cabeça. Com um protagonista de tal forma carismático, este é um título que assenta nas portáteis da Nintendo que nem uma luva. Uma aventura que todos vamos querer levar connosco para onde quer que formos.