Playstation 4 VS Xbox One – Round 1

4203

Muito antes do seu lançamento, a Playstation 4 e a Xbox One entraram numa guerra em que a consola da Microsoft parecia derrotada à partida. Diversos produtores de videojogos receberam as versões “Developer” das duas consolas e puseram mãos à obra para as analisar e comparar. O resultado foi devastador. A consola da Sony parecia de várias formas superior à XBOne. Pelo menos nos comentários da “gente dos jogos”. Agora que ambas as consolas foram lançadas no mercado Americano, as comparações em jogos finais são inevitáveis. Vou apresentar-vos neste artigo o que se anda a dizer das novas consolas desta geração.

Antes de mais tenho de abordar um assunto que nos toca a todos aqui em Portugal. O adiamento de lançamentos de consolas a nível regional ou nacional é algo que nunca compreendi. Bem sei que terá que ver com questões de mercado e de rentabilidade, blá, blá, blá. Mas se adiar o lançamento da PS4 em uma semana é mau, ainda pior é a injustificável inexistência de data para o lançamento da consola da Microsoft em Portugal. Os rumores apontam para o segundo trimestre de 2014. Sim, leram bem. Apesar de lançada dia 22 de Novembro de 2013 um pouco por todo o mundo, em Portugal só para meados do ano que vem é que irão ver a Xbox One à venda.

Eu adorava fazer este comparativo com as consolas em cima da minha secretária e falar-vos concretamente das duas consolas frente-a-frente mas não posso! Mesmo que a PS4 saia dia 29 deste Mês a Xbox One ainda estará a léguas desta secretária.

A coisa mais próxima que vos posso mostrar é o que os outros dizem lá fora, tendo experimentado a duas rivais lado-a-lado e os resultados são, no mínimo, surpreendentes. Parece que as primeiras abordagens que falei no primeiro parágrafo se confirmam, sem grande surpresa.

Já no início deste ano ouvimos falar como a Durango (nome de código da XBox One) parecia muito mais complexa de programar que a sua antecessora Xbox 360. A Microsoft respondeu com uma série de alterações de hardware e software que visavam facilitar a vida aos programadores mas nem tudo parece ter corrido bem. Diversos jogos não irão correr em Full HD (1080p) na Xbox One devido a questões de optimização e performance. Um desses exemplos foi o jogo Call of Duty:Ghosts. Este shooter corre a 720p na XBOne contra os 1080p na PS4. Ou seja, na PS4 há o dobro da resolução do jogo no vosso ecrã. Mas há mais questões técnicas nos jogos que apenas as resoluções.

Até mesmo jogos de produção interna da Xbox One como Ryse correm numa resolução abaixo dos 1080p (uns irregulares 900p). Das duas, uma: Ou a consola é, de facto, inferior ao esperado para correr jogos complexos, ou então houve um desleixo pontual na programação. No entanto e a julgar pela lista de jogos que não correm nativos a 1080p na consola da Microsoft, notamos que não é um caso isolado. Surgem, aqui e ali, queixas de dificuldade de programação e de falta de potência do hardware em jogos programados para multi-plataforma. Queixas essas que são rapidamente camufladas com a “tenra idade da consola” ainda com “muito para desenvolver”.

É que o Hardware anunciado em ambas as consolas não é semelhante. A Xbox One fica aquém dos 1.8 TeraFLOPs da Playstation 4 com apenas 1.2. Também a velocidade da RAM fica um bom bocado abaixo dos 176 GB por segundo (reais) para PS4, com apenas 68 GB por segundo (A Microsoft anunciou 109 GB/s teóricos, mas os 68 GB/s são reais) na consola da Microsoft. Já vi alguns comparativos dos Chips usados em ambas as consolas, a APU “Jaguar” (A unidade que integra CPU e GPU) da AMD e por causa da RAM mais mais rápida e fluída em velocidade de transferência de informação entre unidades, a PS4 bateu a XBOne em testes complexos. Porquê, se são os mesmos processadores centrais e gráficos? Fica a dúvida no ar…

Vejam só este vídeo da IGN com um comparativo do jogo Battlefield 4 a correr nas duas consolas em paralelo em 1080p. Em diversos sites é dito que a Xbox One parece estar a correr este jogo a 720p expandidos para 1080p e não o Full HD nativo. Pode ser só suspeita, mas a qualidade da imagem pode evidenciar isso mesmo. Notem como na Xbox One os objectos possuem um contorno pouco definido (mau ou inexistente anti-aliasing) e como, apesar das cores e contraste estarem muito próximas, isso afecta bastante a performance visual do jogo.

Ainda com Battlefield 4, no fórum NeoGaf publicaram estes GIFs animados para verem como esta questão do anti-aliasing chega a ser gritante. O que são aqueles cabos de alta-tensão cheios de píxeis? E aquelas torres de petróleo lá ao fundo? Parecem extraídos de um jogo de 1999 (ano futurista, eu sei). Na PS4 (à direita) também acontece, mas muito menos e, ao aproximar, ganham definição. Trata-se de um efeito causado por uma optimização que se chama “Depth of Field” que ajuda a poupar processador por diminuir a resolução de texturas à distância em várias escalas de qualidade. Pode não parecer relevante, eu sei, mas é um sintoma de má optimização na XBOne. Fica a interrogação se foi falta de esforço da DICE (duvido) ou dificuldades na optimização.

Neste outro comparativo, desta vez da Digital Foundry e novamente de Battlefield 4 (não tenho a culpa que este jogo esteja a servir de benchmark em quase todo o lado), vemos a flutuação de Frames Por Segundo (FPS) no modo Carreira. Honestamente não vejo grandes diferenças entre as duas consolas a nível de FPS. No entanto, mais uma vez notarão que o anti-aliasing e alguns efeitos não estão a funcionar muito bem na consola da Microsoft. Mas vá lá… Correm ambas a 60 FPS e com mérito, diga-se.

Não levem a mal estes comparativos usarem apenas o Battlefield 4. Até porque o jogo é uma boa aposta em termos de grafismo e peso do sistema. Já leram a nossa análise? 

A ideia que fica dos comentários de diversos produtores é que, numa completa inversão de realidades, a Playstation 4 será mais fácil de programar pela sua arquitectura. O que é irónico se pensarmos na imensa lista de jogos mal concebidos para Playstation 3, exactamente por causa da dificuldade de programação na consola anterior.

Mas ainda será cedo para dizer que a Playstation 4 terá definitivamente melhor performance. A Xbox One ainda pode lutar com os muitos trunfos que possui, jogos exclusivos e melhoramentos possíveis ao software. Daqui a uns tempos teremos um “Round 2“. Sobretudo se tivermos as duas consolas aqui na redacção fica prometida uma segunda rodada de comparativos, desta vez internos. Se calhar na altura, os papéis invertem-se!