10 Dicas para os principiantes em Star Wars Battlefront

5357

Do lado da Aliança Rebelde ou do Império Galáctico, há diversos pormenores que temos de dominar se temos intenções de conquistar a tal Galáxia muito, muito distante. Star Wars Battlefront já está aí e é preciso alguma preparação para esta nova aventura. Preparámos 10 dicas que vos podem ajudar a sobreviver a esta batalha épica.

10 – Joguem em equipa e não sejam “lobos solitários”

Ao contrário de outros shooters, a melhor forma de gozar este novo Battlefront é jogando em equipa. Afinal, tanto os Rebeldes como os Imperiais são exércitos organizados. O uso das salas de jogadores é muito parecido às Squads de Battlefield (para quem conhece). Juntem-se a amigos da vossa lista (PSN, Live ou Origin) e joguem em equipa usando comunicação por voz entre vocês. Em alternativa, tentem juntar-se a um esquadrão já formado e tentem também comunicar. Não só poderão fazer spawn num membro da vossa equipa, como podem coordenar ataques concentrados nos objectivos. Sozinhos, também podem jogar, mas a experiência é menos significativa e a dificuldade aumenta.

9 – Joguem cedo as missões de treino de veículos aéreos e terrestres

Assim que possam, joguem as missões de treino do combate em veículos. São os AT-ST ou os A-Wings que fazem a diferença no combate. Battlefront não é só um jogo de combate de infantaria e haverão pick-ups pelo mapa para apanhar e entrar num destes veículos. Assim, é importantíssimo dominá-los logo no início, até porque são muito diferentes do combate com soldados. As missões de treino são desenhadas para permitir que o jogador treine contra adversários de Inteligência Artificial, sem a pressão de outros jogadores reais. Por exemplo, a missão Invasion com os Snowspeeders permite-nos treinar o arpão contra os AT-AT, uma operação que pode dar a vitória aos Rebeldes no modo Imperial Assault em Hoth.

8 – Alternem entre a primeira e terceira pessoa

Ao contrário de muitos shooters, Battlefront permite alternar a câmara entre a primeira pessoa, na perspectiva do soldado ou veículo e na terceira pessoa, sobre o ombro do soldado ou no topo do veículo. Se no combate de infantaria, por vezes, é importante estarmos na terceira pessoa para termos visão periférica dos perigos, temos de entrar na primeira pessoa para fazer tiro mais preciso. Também no combate aéreo, apesar da retícula ao centro, poderá ser mais fácil para o jogador entrar na perspectiva do piloto para acertar nos adversários. Lembrem-se desta capacidade e alternem diversas vezes entre as câmaras sempre que for preciso.

7 – Dominem vários tipos de armas

Cada arma em Battlefront é diferente da próxima. Há armas mais potentes mas com tiro mais lento, outras mais rápidas no tiro mas com pouco dano. Há armas de precisão que precisam ser disparadas fazendo mira, outras que podem ser usadas como spray. Acima de tudo, cada arma será mais eficaz dependendo do nosso estilo de jogo ou da missão em si. É importante que treinem bastante com as armas e escolham a que melhor se adapta ao vosso perfil. Se gostam de andar mais devagar e preferem tiro impreciso mas poderoso, a pesada DLT-19 é para vocês. Se preferem emboscar adversários mais perto, o pequeno Scout Blaster é perfeito.

6 – Usem as armas de iões apenas para dróides e veículos

Há diferentes tipos de armas e granadas nas cartas de jogo que usam Iões. As cartas de Tiro de Iões, Torpedo de Iões, etc, só são realmente eficazes com dróides ou veículos. Fazem algum dano na infantaria, mas não são indicadas para tal. Quando activam o tiro de Iões, por exemplo, o vosso Blaster fará mais dano aos AT-ST durante a sua duração. As granadas também de Iões tiram escudo e até causam uma leve quebra nos dróides de ataque. Para infantaria usem as armas convencionais, canhões e, claro, o famoso Thermal Detonator.

5 – Escolham as cartas certas para cada modo de jogo

Um dos exemplos está já no ponto acima. Escolham cartas com armas de iões para combates com veículos. Se escolherem modos de jogo apenas com infantaria ou heróis, se calhar o melhor é optar por cartas que confiram armas especiais ou explosivos para situações de maior pressão. Não escolham cartas de espingardas de longo alcance para mapas curtos ou com poucos locais de vantagem. Estudem todas as cartas disponíveis lendo a sua descrição. Activem-nas logo que consigam os slots. E não comprem cartas que saibam que não se adequam ao vosso estilo de jogo. De que vos vale a carta de Focus Fire se não jogam como sniper?

4 – Dominem os cooldowns das armas

O facto de não terem de recarregar a maioria das armas, pode dar-vos a ilusão que, por causa das munições infinitas, podem deixar o dedo no gatilho indefinidamente. Não é o caso. As armas aquecem após uma série de tiros constantes. Assim, ou aprendem a fazer tiro errático ou sequencial (burst) ou então têm de saber lidar com o cooldown da arma. Este mini-jogo permite recuperar o uso da arma se ela sobreaquecer pressionando um botão no tempo certo. Falhem esse botão, porém e ficam com arma indisponível até refrescar novamente. Apesar de haver uma carta que facilita o cooldown, esta não o elimina. E quanto mais quente está a arma mais imprecisa é.

3 – Não corram para o inimigo em combates vastos

É a principal dica para os novatos, sobretudo se não possuem experiência em jogos de combate deste género. A vastidão de alguns mapas pode dar a entender que devem correr para o inimigo, sobretudo se este está muito longe. Mesmo em mapas pequenos, o spawn pode ocorrer algo longe dos combate e irão querer chegar o mais rápido possível à acção. Não façam isso. Não só terão de contar com as naves e veículos inimigos que surgem do nada, como há sempre quem se aproveite dos “atletas” na sua posição lá no alto com a sua espingarda sniper. Se estão a morrer muito, podem estar a prejudicar o assalto ou a defesa do objectivo. Parem, respirem fundo, usem a cobertura e só corram quando tiverem fogo de protecção ou se certificam que não há inimigos a disparar na vossa direcção.

2 – Usem o número contra os heróis

Não vale a pena enfrentarem sozinhos o herói inimigo. Mesmo em grupo, podem não o conseguir derrotar. No entanto, podem tentar emboscar, rodeando-no e a largarem todo o poder de fogo possível. O herói tem sempre mais escudo e poder de fogo que qualquer outra unidade. Se se coordenarem, até conseguem derrotá-lo mesmo que percam alguns jogadores. Melhor ainda é que o herói da vossa equipa se junte a vocês. Agora, se forem individualmente contra o herói é impossível derrotá-lo, a não ser que este já tenha energia fraca. Se o virem em campo, tentem chamar a atenção dos colegas para um ataque concentrado ou então evitem o confronto.

1 – Não percam tempo a esperar pelos pick ups

A pior coisa que podem fazer num jogo destes é diminuir as fileiras do vosso exército. Os números contam e a equipa que tiver menos jogadores pode ser completamente anulada pela maioria inimiga. Ou morrem muito e precisam melhorar o desemepenho para ajudar a equipa, ou perdem tempo a fazer inutilidades. Vemos muita gente parada nas zonas genéricas dos spawns de pick ups de naves, heróis ou armas especiais. Tudo bem, são apetecíveis, mas ficar ali não vos garante o item, até porque o seu spawn é aleatório. Ajudem a equipa e se virem o pick up corram para ele, mas não fiquem lá especados à espera. Se o fizerem, não estão a contribuir para o jogo e até são alvos fáceis dos snipers.

Star Wars Battlefront, já teve lançamento mundial. Na Europa só chega dia 19 de Novembro. Contem com uma análise detalhada deste jogo aqui no WASD, mas já têm aqui um conjunto de valiosas dicas quando chegar à vossa consola ou PC.