Mais infoProdutora: NetherRealm StudiosEditora: Warner BrothersLançamento: 21/04/2011Plataformas: , Género:

Mortal Kombat é um franchise que já conta duas décadas sempre com imenso sucesso, mas desde que entrou no mundo em 3D que os fãs, não têm gostado muito do rumo da série, no entanto Deception e Armageddon são bons jogos! Desde então que os produtores prometem voltar às suas raízes e foi isso mesmo que aconteceu com este Mortal Kombat. Desde o seu anúncio que os fãs por todo o mundo estão em pulgas para lhe por as mãos, mas será que vale a pena? 

It has begun….

Vamos falar do modo história presente nesta versão, tudo começa com todos os combatentes derrotados, feridos, alguns até mesmo mortos e lá no topo que está ainda Shao Kahn a lutar contra Raiden.
Raiden está muito ferido e usa o resto das suas energias para enviar uma mensagem a si próprio no passado a avisar do que tinha sucedido. Toda a história decorre até este acontecimento final e evitar que Shao Kahn conquiste Earthrealm. Toda a história está muito bem elaborada e estruturada. Está dividida em 16 capítulos, sendo cada um sobre uma personagem diferente explicando grande parte da mitologia de Mortal Kombat.

Entre cada combate poderão assistir a uma cut- scene com diálogos entre as personagens sem qualquer tipo de loadings ou tempos de espera as transições entre cut-scenes são imediatas o que torna bastante interessante e inovador para um jogo deste género, deixando sempre aquele desejo de continuar a jogar para ver a cut-scene seguinte.

Irão conhecer bons pormenores sobre as personagens, até mesmo conhecer a versão humana de Cyrax e de Sektor, saber quem foi responsável pelos braços robóticos de Jax, descobrir que Kabal foi outrora colega de Stryker e após queimaduras bastante graves passou a usar a máscara que conhecemos e por fim… conhecer a versão cyborg de Sub-Zero. Estas são algumas das muitas novidades na mitologia de Mortal Kombat.

Round 1

Para além do modo história têm um variado leque de modos para jogar desde o modo clássico com 30 jogadores diferentes e com apenas 2 que serão desbloqueados durante o modo história, passando pelos modos “Test Your Might“, “Test Your Skill“, “Test Your Sight“, “Test Your Strike“,”Test Your Luck” e por fim a Challenge Tower que contêm uns incríveis 300 desafios que adicionam cerca de 8 horas de longevidade ao jogo. Este modo junta todos os modos de jogo presentes e alguns mini- jogos, mas sempre dentro do espírito de Mortal Kombat. Em todos este modos, incluindo a história vão ganhando MK Coins que poderão posteriormente gastar na Krypt onde tem mais de 300 desbloqueavéis que passam por músicas, fatos alternativos, concept art, como realizar os fatalities em cada lutador, etc.

Test Your Might – Já conhecido de um jogo anterior, o principal objectivo é esmagar os botões do comando de modo a preencher uma barra de força para quebrar tijolos.

Test Your Strike – Semelhante ao modo anterior, mas aqui é necessário ter a barra de força dentro de um limite pré-definido.

Test Your Luck – Uma adição que traz grande diversão, neste modo é nos apresentado um género de Slot Machine com 4 variáveis onde pode calhar jogar sem braços, sem poder saltar ou sem qualquer tipo de truques… as combinações são imensas.

Test Your Sight – Este é o modo mais simples, basta ficar atento às cabeças que tem uma bola enquanto estão a ser baralhadas para no fim indicar onde está a bola.

Outra adicção ao jogo são os combates Tag Team, onde podem escolher o vosso companheiro para mudar durante o combate ou ajudar a fazer um combo, também é possível jogar cooperativamente neste modo até quatro jogadores.

Round 2

Visualmente o jogo está muito bem conseguido, usa o motor gráfico de Unreal, como o anterior Mortal Kombat vs DC Universe, mas sempre com a visão lateral para ter a mesma sensação dos primeiros jogos de Mortal Kombat.
Os ambientes dinâmicos e as músicas de fundo foram recriadas usando as novas tecnologias e o resultado final é realmente bastante bom.

Os combatentes vão ficando feridos, rasgados e o seu sangue vai salpicando para o chão e para o outro combatente durante os combates. Por vezes demasiado exagerado, cobrindo totalmente o cenário e corpo do adversário com o sangue.

No entanto, nem tudo são boas notícias, detectámos por vezes algumas falhas técnicas, mais precisamente nas colisões onde dávamos um murro no ar e conseguiamos acertar no adversário. Aconteceu 2 ou 3 vezes durante o modo história, mas deverá ser facilmente corrigido com um futuro patch.

Flawless Victory

O resultado final é sem dúvida o que os fãs pediam há muito tempo atrás, trazendo de volta a melhor jogabilidade da série e ainda mais violência. Netherealms prometeu e não falhou trazendo inovação para um franchise com 20 anos. Mortal Kombat ainda poderá voltar… desta vez com Shinnok.

Esta análise foi realizada com uma cópia de análise cedida pelo estúdio de produção e/ou representante nacional de relações públicas.