Mais infoProdutora: SEGAEditora: SEGALançamento: 05/11/2019Plataformas: Género:

Em jeito de preparação para os Jogos Olímpicos de 2020, Mario e Sonic regressam para mais um jogo de desporto recheado de modalidade e mini-jogos com Mario & Sonic at the Olympic Games Tokyo 2020. Será que esta nova entrada oferece diversão que chegue para nos entreter até ao início dos Jogos?

Este novo título oferece-nos um modo história, onde vamos jogando com os “bons” para competir contra os “maus”, no habitual estilo destes jogos. Contudo, este modo de história não tem muito para oferecer. Tirando o facto de sermos transportados para o passado, onde passamos a jogar os vários jogos em 2D, que sempre dá alguma variedade à oferta, somos apenas bombardeados por caixas de diálogo algo aborrecidas e que em nada contribuem para a fluidez de um jogo focado em desporto. Este modo história acaba por ser um encadeamento das várias competições intercaladas com caixas de texto que deviam ser mais interactivas ou, pelo menos, mais interessantes.

Um dos pontos positivos é o desbloqueio de curiosidades sobre a história dos Jogos Olímpicos, curiosidades que vamos encontrando ao longo da história. Estas podem ser consultadas no menu de jogo e são um extra interessante, especialmente para os fãs deste evento desportivo. No entanto, o que verdadeiramente conta neste género, é o factor diversão que oferece nos vários jogos. E aqui estamos bem servidos.

O jogo é um exemplo a seguir para todos os demais títulos de desporto. Temos mais de 30 modalidades diferentes e outras 20 para utilizar, uma oferta bastante positiva e variada. Nem todas as modalidades funcionam de forma perfeita mas, de uma maneira geral, estão bem recriadas e entretêm quanto-baste. Mesmo o futebol ou o boxe, que podemos comparar com outros jogos exclusivamente dedicados a essas disciplinas, são experiências satisfatórias. As minhas experiências favoritas foram badminton, escalada e karaté. Tudo isto é ainda melhor se for jogado com mais jogadores. A partilha de joy-cons funciona bem e o facto dos jogos serem curtos oferecem boas doses de entretimento sem ser algo repetitivo.

Além do modo história, temos o modo Quick-Play que, como o título indica, nos permite rapidamente começar qualquer dum dos desportos, a solo ou na companhia de um amigo. Podemos escolher a modalidade que queremos jogar ou podemos deixar o jogo escolher por nós, o que torna a experiência mais aleatória. O mesmo acontece quando decidimos jogar online, onde desafiamos outros jogadores na web, podendo jogar até quatro participantes em simultâneo.

A nível gráfico, o jogo não é nenhum colosso visual, é verdade. Ainda assim, tem uma apresentação bastante “limpa” e todas as personagens icónicas da SEGA e Nintendo estão fielmente recriadas. Os movimentos e acções ao longo das modalidades também estão bem produzidos e cumprem os “mínimos olímpicos”. As cores vivas e o tom sempre alegre que a SEGA e a Nintendo sabem fazer tão bem, é a chave para que tudo seja fluido e dão bem a entender qual será o seu público-alvo.

No que toca à sonoridade, senti a falta de algumas vozes ou de mais alguns efeitos de áudio  a acompanhar a acção. A música ambiente serve perfeitamente o propósito mas a falta de mais efeitos sonoros, especialmente no modo história, cria momentos meio “mortiços” e não ajuda na imersão. Não é que a falta de sons ambientes prejudique a experiência de jogo, notem, simplesmente poderia ser uma mais-valia para nos “levar lá”.

Veredicto

Este Mario & Sonic at the Olympic Games Tokyo 2020 é um jogo divertido e que entretém, especialmente se for jogado com mais jogadores ou em família. Não oferece nada de novo e inovador, é certo, mas é o jogo ideal para doses curtas e para quem procura ter um jogo simples de jogar e com todos os desportos na palma da mão, até porque algumas modalidades são uma verdadeira surpresa agradável.

Esta análise foi realizada com uma cópia de análise cedida pelo estúdio de produção e/ou representante nacional de relações públicas.