Mais infoProdutora: The Farm 51Editora: The Farm 51Lançamento: 16/10/2019Plataformas: Género:

Terror, sobrevivência e Chernobyl. São estes os ingredientes que compõem Chernobylite, um curioso jogo criado pela The Farm 51 que viu a luz verde através do Kickstarter. Tem uma interessante mistura de géneros e elementos, vamos perceber como se conjugam.

A premissa gira em torno da nossa personagem, um físico que trabalhava na famosa central nuclear de Chernobyl e que regressa a esta infame zona para investigar o desaparecimento da sua mulher, 30 anos após o infame desastre. A tarefa não será fácil, mesmo com a ajuda de alguns colegas. Vai ser necessário um grande instinto de sobrevivência e de resiliência para nos aventurarmos em Chernobyl. Além disso, estamos perante uma narrativa que não é, de todo, linear e onde vamos tomando várias decisões que afectam, tanto o desenrolar da história, como o seu final.

Como já disse, estamos perante um jogo que mistura (e muito bem) vários géneros. Nesta receita, temos um pouco de survival horror com exploração, aliada a constante luta pela sobrevivência. Por esse motivo, acredito mesmo que este Chernoylite será um jogo que, provavelmente, não chega facilmente a vários jogadores.

Se tivesse de destacar uma das características deste jogo é esse elemento de sobrevivência. Somos livres de explorar a zona de exclusão de Chernobyl, correndo todo o tipo de riscos possíveis de imaginar. Ao longo do jogo, vamos encontrando algumas personagens que andam perdidas nesta zona, podendo, ou não, ser uma mais valia na nossa demanda. Vamos igualmente encontrando todo o tipo de itens e materiais que nos ajudarão a construir equipamentos e mantimentos essenciais para a nossa sobrevivência. Esta constante procura por novos objectos é dos aspectos mais aliciantes do jogo.

Os cenários são muito diversificados, tendo zonas completamente escuras e sombrias, bem como outras áreas mais abertas com a floresta em torno da central, com uma atmosfera igualmente assustadora. O jogo tem também um ritmo equilibrado e é raro sentirmos falta da acção, mesmo nos momentos mais parados, pois estamos constantemente em alerta por novos perigos.

Chernobylite tem vários momentos que nos fazem lembrar a série Fallout, talvez uma das grandes influências deste jogo. Quer seja nos cenários ou na exploração, se colocássemos alguns elementos RPG, poderíamos estar perante um título criado pela Bethesda, o que não é de todo uma critica, antes pelo contrário. Essa influência sente-se nas secções de combate e nas várias criaturas e monstros que vamos encontrando e que estão muito bem desenhados, alguns deles provocando um certo sentimento de repulsa, o que é ideal num jogo deste tipo.

Visualmente, de facto, não temos razão de queixa. O jogo não é deslumbrante mas o grafismo apresenta bons detalhes e toda a atmosfera está bem recreada. A equipa que desenvolveu o jogo teve o cuidado (e mérito) de ir até esta zona restrita e capturar imagens, vídeo, sons e qualquer outro detalhe que contribuíssem para a fantástica recriação desta enorme zona da Ucrânia. As sombras e a pouca iluminação em algumas áreas dão um excelente efeito aos cenários, nunca estando mesmo completamente às escuras. O jogo tem uma paleta de cores algo cinzenta mas existem alguns momentos em que as cores oferecem uma réstia de vida a esta zona. E em certos momentos ficamos mesmos deslumbrados com o que nos rodeia.

Todo o trabalho a nível de áudio é também bastante competente, oferecendo um enorme suspense na nossa jornada. Quer seja no som dos passos, condutas de ar com sons estranhos ou algumas das visões que vamos tendo, os efeitos sonoros foram muito bem trabalhados para contribuir para este atmosfera. Tornam a experiência muito imersiva e são um outro ponto forte desta obra, mostrando que houve uma grande preocupação da equipa no que toca à captura de sons reais em Chernobyl.

Toda esta aventura tem uma duração de cerca de oito horas, ou pelo menos este é o tempo médio para terminar a história, depende sempre do quanto queremos explorar. Dada a recente série da Netflix que levou tanto turista a arriscar lá ir, esta é uma opção bem menos perigosa. E como é mesmo a exploração é que torna o jogo tão interessante, agindo quase como uma visita guiada sem os riscos da radiação, dificilmente sentirão que o jogo é curto.

Veredicto

Chernobylite é uma experiência absorvente e intensa. A mistura de géneros funciona muito bem num cenário repleto de segredos e locais sombrios. A recriação da zona de exclusão de Chernobyl é exemplar e um exemplo para todos os que queiram criar jogos com algum cariz histórico. Um belo jogo que deve orgulhar toda a equipa deste pequeno estúdio Polaco.

Esta análise foi realizada com uma cópia de análise cedida pelo estúdio de produção e/ou representante nacional de relações públicas.