Segundo capítulo do DLC de Battlefield V revelado

103

O DLC previsto para o jogo vai ter uma interrupção de uma semana e meia.

Agora que a série abandonou a lógica de conteúdo Premium, seria de esperar que a DICE aproveitasse para lançar conteúdo de forma mais regular. A revelação segundo capítulo de Tides of War para Battlefield V, porém, revela velhos hábitos, inclusive de comunicação.

Se há produtora que sempre falhou na sua comunicação com os fãs, foi a DICE. Recordamos o recente problema gerado com uma alteração de lógicas de jogo que gerou uma enorme “onda de insatisfação”. Na altura, ficou claro que o problema foi tornado mais grave muito por causa da crassa falta de comunicação da produtora. E agora, a história repete-se.

O primeiro capítulo “Overture” da série Tides of War, foi lançado a 5 de Dezembro (um dia depois do previsto), trazendo um novo mapa, uma nova parte na campanha a solo, uma nova campanha online para desbloquear armas e outro conteúdo. Esteve no ar até ao passado Sábado para coleccionar os itens e completar os desafios propostos. Segundo o plano avançado pela produção, esta primeira parte iria “colar” com o arranque do segundo capítulo. Assim, não aconteceu.

No mesmo dia do fim do primeiro capítulo, apareceu uma notificação de que o segundo capítulo só iria estrear-se a 17 de Janeiro, criando assim um hiato de quase duas semanas. O que é mais curioso é que este segundo capítulo foi sempre chamado de “Lightning Strikes” nas promoções pré-lançamento, mas no menu do jogo aparece como “A Few Good Soldiers” (imagem no topo). E, apesar dessa revelação dentro do jogo, nenhuma informação adicional ou esclarecimentos oficiais foram dados pela própria DICE.

É um pouco complicado para a produção justificar esta falta de explicações e mesmo a pausa em si. Esta situação já causou alguns protestos junto da comunidade. A questão nem é bem que não haja novo conteúdo nestes dias mas,sim, que a DICE esteja a falhar tanto a comunicar aos jogadores o que pretende fazer, outra vez. Não há muitas empresas que produzam jogos AAA que ignorem tanto a sua base de jogadores. Mesmo, com muitas melhorias nestes últimos meses, esta é mais uma demonstração que Battlefield precisa de melhor gestão da comunidade.

Quando vier no dia 17, “Lightning Strikes” (ou seja lá o que a DICE decidiu chamar-lhe) irá adicionar o novo modo cooperativo Combined Arms, o regresso do modo lendário Rush e ainda trará o novo modo Squad Conquest. Também adicionará um novo capítulo em Grand Operations, além de mais uma série de desafios e novos desbloqueáveis, entre armas e equipamento de cosmética ao longo das semanas seguintes.

Será nesta altura que a DICE deverá introduzir as micro-transacções, comprando itens de cosmética com dinheiro real, mas isto não deverá merecer grande destaque entre os fãs.

Esperemos pelos próximos dias para ver o que fará para corrigir erros e adicionar novidades ao jogo. Está previsto que esta seja uma actualização muito importante, dados os problemas graves de Netcode e detecção de danos, além das lógicas dos infames TTK e TTD (ver o artigo sobre a tal “onda de insatisfação”).

Na nossa análise, dissemos que Battlefield V “apresenta novidades positivas na jogabilidade, mesmo não sendo muito profundas”. Também dissemos que ainda tinha “margem para melhorar” se “a DICE se apercebesse dos problemas técnicos ainda presentes e que não se perca em populismos ou modas”. Continuamos a pensar o mesmo.