Microsoft anuncia o serviço Xbox All Access nos EUA

255

Que tal comprar uma consola e dois serviços premium pagando apenas prestações sem juros e sem entrada?

A Microsoft anunciou ontem um novo serviço para a linha Xbox. Uma nova subscrição alia a aquisição de uma nova consola com acesso a serviços especiais. O Xbox All Access pode muito bem vir a ser um novo modelo de compra de consolas. Por agora, só nos EUA.

Imaginem um serviço que, mediante uma única mensalidade de 24 meses, vos dá uma consola Xbox One S ou X, acesso ao Xbox Game Pass e ao Xbox Live Gold. Uma consola, acesso a mais de 100 jogos completos e um serviço premium com diversos jogos grátis adicionais e acesso aos modos online multi-jogador. Agora imaginem que o preço a pagar mensalmente é uma autêntica pechincha.

Segundo a informação que nos chega, não há nenhum pagamento inicial, ficando o jogador obrigado a fazer uma subscrição de pagamento único de 21,99$ Dólares (18,8€) no caso da Xbox One S e de 34,99$ Dólares (29,91€) na Xbox One X, ambas por 24 meses e sem quaisquer tipos de acréscimo ou juros. Não há nenhum contrato de leasing ou empréstimo, no final dos 24 meses a consola pertence ao subscritor.

Se fizermos as contas ao caso da Xbox One X, no fim dos 24 meses teremos pago cerca de 840$ Dólares (718€). Se considerarmos que uma Xbox One X de 1TB tem um custo recomendado de 499$ Dólares (site Americano da Microsoft), o Xbox Game Pass tem um custo mensal de 9,99$ Dólares (119,88$ ao fim de 12 meses) e o Xbox Live Gold custa mensalmente também 9,99$ (59,99$ num cartão anual), totalizaria em separado 878,54$ Dólares com consola e dois anos dos dois serviços. Parece ser um negócio em conta com um pequeno desconto no final.

No caso da Xbox One S de 1TB (299$ Dólares no site Americano da Microsoft), esse desconto é ainda mais acentuado. Fazendo as contas ao todo (consola mais serviços premium em 24 meses), tem um custo total de 527,76$ Dólares no final. O que representa mais de 120$ Dólares de poupança se tudo for comprado em separado.

Infelizmente, como já dissemos, este novo serviço está apenas disponível nos Estados Unidos, pelo menos por agora. É uma incógnita se chegará à Europa e, se chegar, também não temos ideia de quais os valores praticados. Quando (e se) houver mais informações do alargamento do território da oferta, com certeza noticiaremos.

Em termos de custo/benefício, não há qualquer dúvida que seria uma óptima alternativa a comprar um consola no seu custo total e ainda subscrever aos serviços adicionais por dois anos. Contudo, recordamos que os subscritores ficarão retidos num serviço por 24 meses, sem hipótese de rescindir ou amortizar.

Se pensarmos que a próxima geração de consolas está quase aí, com a Microsoft e a Sony a planear apresentar novo hardware no próximo ano, talvez esta iniciativa venha um pouco “em cima da hora”. Contudo, prevê-se que a família Xbox One ainda perdure por mais uns anos, mesmo coexistindo com outras plataformas mais recentes. E é óbvio que qualquer oportunidade obter a consola mais poderosa do mercado com um custo inferior e “menos doloroso” é sempre de aproveitar.