Hellblade: Senua’s Sacrifice abre desafio à comunidade

224

Agora que a empresa goza de sucesso, há que retribuir para quem ajudou a criar o jogo e precisa de ajuda.

Aproveitando o lançamento de Hellblade: Senua’s Sacrifice na Xbox One, a produção da Ninja Theory quer lançar um desafio à comunidade. A produção quer atingir um marca de vendas para usar os lucros das vendas para ajudar quem precisa.

Os jogos também são excelentes plataformas para ajudar causas nobres. Já no passado vimos como alguns temas ajudaram a chamar a atenção para doenças e outras questões sociais. Várias vezes, os jogos chegaram mesmo a ser bons veículos de esclarecimento e de angariação de ajudas.

Agora que Hellblade goza de sucesso e, entretanto, já foi lançado na Xbox One, a Ninja Theory quer retribuir a ajuda dada pelos profissionais e doentes. Assim, vai doar 25000$ dólares à associação Mental Health America se atingir a marca de 50000 cópias vendidas na Xbox One até ao dia 18 de Abril. Se atingir 100000 cópias vendidas até ao mesmo dia, irá doar 50000$ dólares à mesma instituição de apoio a doenças mentais.

Para criar este jogo, a Ninja Theory consultou especialistas para tornar a experiência de jogo próxima da realidade de um padecimento mental. Em Hellblade, a protagonista Senua sofre de uma psicose que afecta os doentes na sua percepção de realidade e leva-os a escutar vozes, entre outros problemas.

Embora este seja um tema delicado, levando mesmo a algumas críticas de jogadores perante a exposição da doença, o jogo conseguiu criar sensibilidade para a psicose de Senua. Isto, por causa de algumas cenas mais perturbadoras com recurso a áudio 3D e a efeitos visuais.

Na nossa análise no lançamento original na PS4 e PC, dissemos que, entre outros efeitos, essa envolvência sonora “coloca as vozes na nossa própria cabeça”, dando-nos a sensação que “a experiência pode tornar-se um pouco desagradável ao fim de uns minutos”. O que nos levou a dizer que “não é algo que recomendemos a todos”.